Seja Reclamado

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Ter 1 Maio 2012 - 15:12

Relembrando a primeira mensagem :

Poste aqui para você que quer ser reclamado.
Só não pode postar aqui, caso queira ser filho de Zeus, Poseidon Ou Hades.

Nome:
Pai/mãe:
Por Que:
Historia:

+ Os campistas devem ter uma história, que contenha pelo menos 5 linhas. Obrigado.


Última edição por Eros em Qua 19 Dez 2012 - 16:48, editado 1 vez(es)


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Seja Reclamado

Mensagem por Enzo Roosevelt em Qua 21 Nov 2012 - 10:56

Nome Completo: Enzo Roosevelt Idade: 15 anos de idade
Pai/mãe: Dionísio.

Por Que: Excêntrico, irônico, impulsivo, determinado. Mas digo desde já: Sou leal e companheiro. Não é porque às vezes sou individualista e solitário que isso signifique que eu não dou valor aos outros. Sei reconhecer um amigo verdadeiro, e ele se torna muito importante pra mim. Filho de uma dona de vinícola escolho amigos assim, como os vinhos a partir de sua essência e qualidade. Sou astuto, também sou bom em diálogos nada que uma boa conversa não resolva, consigo ser bastante persuasivo. Pareço-Me extremamente com o caráter de Dionísio, sem falar na admiração que tenho por ele. Minha mãe nunca me confirmou quem era meu pai, mas as minhas suspeitas sempre foram fortes. O álcool nunca teve um efeito forte sobre mim - ao contrário dos meus amigos que na segunda rodada de vinho já estão caindo. Sou bom em mentir, posso me considerar um ótimo ator. Sou muito tranquilo e festeiro.

Historia:

Bem, meu nome é Enzo Roosevelt e tenho 15 anos. De raízes francesas nasci em paris. Paris, considerada a capital e o berço de minha família Roosevelt. Minha mãe sempre dizia que viemos para o USA quando eu tinha apenas um ano e que quando ela pisou os pés aqui ela disse que seu filho cresceria e viveria aqui e blá, blá, blá. Em datas comemorativas eu sem querer perguntava sobre meu pai, e o porquê nos como abandonou, minha mãe se inquietava e sempre e falava “Não quero entrar nesse assunto de novo” Por alguns segundos eu me sentia bem, vendo ela me protegendo. Mais em uma noite de natal eu prometi a mim mesmo que não seria covarde como ele foi e seria o protetor da casa no lugar dele. Minha mãe mudava de assunto tão rápido quanto piscava os olhos. Quando eu fiz treze anos às responsabilidades caíram em meus ombros como se fossem toneladas de pedras ásperas e escorregadia. Pois nem sempre consegui ser o queridinho da mamãe, eu vivia uma vida de turbulenta, eu tinha de ajudar minha mãe com as compras do mês, com a pequena plantação de morango que ainda estava viva não sei por que. E ainda estudar, era coisa demais para minha cabeça. A propósito, morávamos nos campos da ilha de Nova York, onde eu pegava ônibus todo dia as 11h00min da manha para ir estudar na capital. Tinha uma bolsa de estudos numa escola particular, um pouco longe de onde morávamos, onde eu havia vários amigos, mas também muitos inimigos. Um deles se chamava Demétrius... Demétrius Said, ele era um ano mais velho que eu, o que nada me impedia de lutar de igual pra igual com ele quando saímos na pancadaria. Ele e sua gangue havia-me prejudicado muitas vezes, a propósito irei contar a pior para vocês.
Era temporada de provas, e estava com a cabeça cheia de tudo, eu devia ponto em muitas matérias, e se não mantivesse uma linha de notas, poderia perder a bolsa. Eu estava atordoado quando peguei o ônibus. Entrei e sentei, abri o livro de história, que por uma ironia do destino, deveria estudar um pouco sobre a mitologia grega. Na época pra mim, aquilo era um desperdício de inteligência aprender aquelas coisas. Consegui decorar algumas coisas, como o que dava a cruza de Deus com mortais, ou quais as principais armas de cada deus, etc.
Quando cheguei à escola, a gangue de Demétrius estava me esperando com um sorriso amargo no rosto. Desci e fui para dentro da escola, lá eles não poderiam fazer nada. Fui à sala e coloquei minha bolsa na carteira, voltei para fora e eles não estavam mais lá. Fiquei confuso, achei que ele viria pra cima, mas havia fugido. Fui conversar com um amigo meu, Nick, sobre o teste de história, e ele me disse que não sabia. Como ainda faltavam vinte minutos, voltei para sala, com a ideia de estudar mais um pouco.
Quando entrei, um dos amigos do Demétrius estava com a minha bolsa nas mãos, o próprio Demétrius estava do lado de fora da janela. Quando o garoto me viu, jogou rapidamente a bolsa para o seu chefe, que saiu correndo. Pulei a janela e fui à direção dele, mas era tarde demais. Dentro de um buraco atrás da escola, havia um pouco de fumaça sobre um resto de lixo, e visualizei sobre o fogo minha mochila já ardendo em chamas. Naquela instante o raiva me dominou, não sei como fiz, mas de repente alguns espinhos surgiram do chão, rodeando Demétrius e o prendendo como se ele fosse um pássaro preço em uma gaiola de espinhos. Depois saíram vieras que o prendera e o levou ao chão.


_Como você fez isso? Perguntou Demétrius, logo depois voltou ele. Aberração me responda...

Nem eu mesmo sabia, só sei que quando dei por mim desmaiei. Alguns minutos depois a professora me acordou do transe e me fez levantar.com alguma tontura e enjoo olhei para Demétrius que estava se levantando por ajuda do direto e tomava bronca. Mais meu foco não era nele e sim nos buracos envolta dele. Eu só queria saber o que aconteceu a li e onde estavam os espinhos. Com algumas horas na diretoria eu melhorei do enjoo e da tontura, e deu para fazer a prova rapidamente. Tirei o necessário para recuperar a antiga nota, e voltei para casa.
Em uma determinada tarde, logo após as férias de julho, tiveram alguns novatos na escola. Um garoto chamado Mike, entrou na minha sala e outra chamada Raquel entrou na sala ao lado. Pelo visto eram amigos, pois se reuniam todo dia na hora do recreio para tagarelar, ninguém sabia do que falavam mais todos sabiam que falavam muito.
Certo dia havia um trabalho de geografia para fazer, e a professora dividiu a sala em duplas. Por coincidência sai com Mike. Terminamos o trabalho rapidamente e ficamos sem fazer nada, quando ele resolveu puxar papo.

_Como... Como você sobreviveu? Perguntou ele, me deixando sem ação, não achei que ele iria conversar.
_Bem, eu acho que comi muito espinafre. Eu sorri para Mike e ele continuava com a mesma cara de susto, como se ignorou o que eu falei. _Onde você mora? Ele perguntou olhando para mim com uma cara de assustado.
_Ah. Moro na fazenda da minha mãe, a sete quilômetros daqui, na saída do Rio Hudson. Respondeu rapidamente.
_Ah, então foi sua bolsa que queimaram? Perguntou ele, me deixando mais assustado ainda, como ele sabia sobre a bolsa.
_Sim, foi a minha, mas como você soube? Perguntei olhando para ele.
_Um cara aí me disse. Só que me disseram que o mais estranho foi os espinhos que saíram do chão e vieras que brotaram do nada é verdade? Perguntou ele.
_Sim, saíram, mas eu não sei como aconteceu. Se for vir falar que sou aberração ou coisa assim, não perca seu tempo, já ouvi demais.
_Não, nada disso, você não é uma aberração, eu sei o que você é. Pelo que eu sei você não tem pai, não é?
_Sim, eu não tenho, mas como sabe? Pelo visto aquele garoto sabia mais da minha vida do que eu.
_Informantes. Mas a realidade, é que estou nessa escola para te proteger. Disse ele, me deixando mais confuso ainda.
_Me proteger de que? Ele estava me deixando com medo.
_Você é um garoto inteligente, deve saber o que da quando um Deus... Fica, com uma mortal, não sabe?
_Sei, mas o que isso tem haver?


Quando ele iria me responder, o sino tocou, e ele mais rápido que nunca foi o primeiro a sair, fiquei sentado confuso, até que me lembrei de que deveria pegar o ônibus.
Depois de pensar e repensar no que Mike me disse na escola naquela sexta, não conseguiu chegar a nenhuma solução e adormeci. Na manhã de sábado, acordei cedo, para retirar regar os morangos. Depois de regar os morangos e acabar a limpeza de barracão, minha mãe me disse que iria para a cidade buscar uma amiga dela que vinha os visitar em casa. Minha mãe me disse que fazia uns quartos anos que não via ela. Eu fiquei enquanto ela foi busca-la na rodoviária.
A noite chegava e minha mãe não voltava, comecei a ficar preocupado, e liguei para o seu celular. Quando ela atendeu, meu coração deu pulo.

_Mãe? _Oi filho.
_Mãe, por que vocês ainda não chegaram?
_O ônibus da minha amiga quebrou e vai chegar aqui só de madrugada. Amanhã bem cedo chegamos aí.
_To bom mãe, mas vê se não enrola.


Desliguei o telefone, e fui para o computador, já havia feito todas as tarefas da propriedade. Comecei a conversar com Mike que estava online. Perguntei o que ele estava querendo dizer, mas ele me disse que só diria quando estivéssemos juntos. Ele perguntou como estava a coisa aqui em casa e quando disse que estava normal tudo se silenciou; os grilos que cantavam se calaram a rã também ficaram mudas, até o cachorro que latia ficou em silencio. Eu escrevi para ele que tudo havia se calado rapidamente, então ele apareceu off-line.
Quando eu menos esperava, umas mulheres com asas de morcego, cabeça raspada e garras enormes nos pés invadiram a minha casa. Joguei-me no chão e quando vi, elas estavam me encarando. Eram duas ambas com os dentes pontudos arreganhados. Quando uma delas avançou, rolei para o lado, me levantei e corri para a saída, mas a outra chegou à minha frente, e tampou a saída, dando uma rosnada para mim. A porta mais próxima era a do quarto da minha mãe, corri e entrei, tranquei a porta e ascendi à luz.
Nunca havia entrado naquele quarto, minha mãe odiava que eu mexia nas coisas dela, mas me lembro de muito bem que ela me disse que em casos de urgência, havia uma espingarda atrás do seu guarda-roupa. Ela também disse que não mataria, mas assustaria quem quer que venha invadir a casa. Na época não entendi muito bem, mas agora entendia que ela sempre esperou que aquelas coisas viessem atrás de mim. Peguei a arma atrás do guarda roupa, abria a porta e apontei para a cabeça de uma delas. O tiro saiu, mas o som foi pior que a mira, elas pararam de bater as asas, e quase caíram me dando tempo de sair de casa. Lá de fora, observei-as presas dentro da casa, começaram a destruir tudo, e a chama começou a incendiar a casa. Eu estava perplexo, tudo que tínhamos estava lá dentro e sendo queimado agora. Foi quando uma delas conseguiu escapar. Comecei a correr em direção à estrada, mas ela era mais rápida que eu, consegui chegar lá primeiro que ela, mas um carro me surpreendeu, por sorte ele parou a tempo e desceu do carro. Era Mike e Raquel, eles estavam a minha procura.

_O que você esta fazendo na estrada?

Nem foi preciso responder, logo atrás de mim, chegou à harpia, que, com um sorriso maldoso, disse:

_Três coelhos numa cajadada só. E deu uma risada malévola.
_ Roosevelt, entre no carro, vamos para um lugar seguro. Disse Mike
_Minha casa, esta em chamas... Tenho que ficar e esperar minha mãe.
_ Roosevelt, eu não tenho contato com você, mas sei que se ficarem eles pegaram sua mãe, eles querem você e não elas vão conosco.


Sem titubear entrei no carro, um Camaro preto 95. Mike começou a acelerar. Com alguns minutos de estrada, não dava mais para ver minha casa em chamas. O carro estava indo rápido... Mas não foi rápido o suficiente, para sair do rastro da harpia. Do nada uma Harpia quebrou o vidro traseiro e me deu uma mordida na nuca, de onde começou a escorrer sangue, por sorte não tinha atingido a artéria. Mike se assustou e perdeu o controle do carro, que estava indo rumo à ribanceira, eu e Mike saímos, mas Raquel e a harpia não conseguiram, só vimos à explosão do carro lá em baixo, Mike agachou em fico paralisado.
Depois de alguns minutos, ele se levantou e me disse:

_Estamos perto, vamos lá.

Começamos a caminhar rapidamente, rumo a uma colina bem alta. Chegamos ao pé da montanha, e reparei que teríamos uns cem metros de caminha até o topo. Era uma colina bonita, com grandes moitas de capim. Dos dois lados era protegida por matas, que farfalhava o tempo todo.

_Ali em cima, vê aquele pinheiro? Mostrou Mike, ainda com os olhos vermelhos, um grandioso e lindo pinheiro no topo do morro.
_Aquele é o limite do acampamento, nenhum monstro pode atravessa-lo, se passarmos lá, você estará protegido.


Começamos a caminhar, a cada passo a subida ficava mais íngreme, deixando os passos mais pesados. Quando faltavam uns 20 metros, a outra harpia que invadira minha casa nos achou. Mas não nos deu tempo para desvio e com sua cabeça, acertou meu peito me jogando de costa sem ar no chão. Mike estava sem preparo, e também foi atingido pela asa da harpia na lateral do tórax, fazendo-lhe um corte profundo.
Quando achamos que todo esforço havia sido perdido, a salvação apareceu. Raquel apareceu na colina, com uma lança em mãos. Raquel jogou a lança, e acertou na asa da harpia, que parou o ataque para retirar a lança de sua asa, depois mirou no meu rumo, mas me joguei de lado e seu ataque foi em vão. Eu estava ficando enfezado, e quando ela avançou, com um gritou, surgiram plantas de todos os lados, prendendo a harpia mais firme do que Demétrius. Eu fiquei paralisado, não era possível que eu fazia aquilo, ter domínio sobre as vinhas e os espinhos.
Raquel já havia se apoderado novamente da lança, se aproximou e perfurou o coração da harpia. Sangue jorrou pelo capim, e com um grito de estourar os tímpanos, a harpia virou pó. Olhei para eles, que estavam paralisados. Então me lembrei de que Mike não havia me explicado o que aquilo significava:

_Agora vocês vão me explicar o que esta acontecendo. Disse em tom autoritário.
_E para onde vão me levar?
_ Roosevelt, é muita coisa para sua cabeça, deixe que o diretor da colina te explique tudo.
_Que colina é essa? E não, não vou esperar nada, quero respostas agora
Raquel e Mike se entreolharam e resolveram. então me contar o que estava acontecendo.
_ Roosevelt, você é um garoto inteligente, então acho que as coisas vão ficar claras para você no decorrer dos dias. A colina meio-sangue é o lar dos filhos dos Deuses do Olimpo com seres humanos normais. Você é filho de um dos deuses do Olimpo, e aqui, a partir de hoje, será seu lar. A não ser que queira ser atacado por monstros como as harpias todos os dias de sua vida. Disse Mike.


Fiquei perplexo com tudo aquilo, como os Deuses poderiam existir? Sempre ouvi dizer eram apenas mitos, mas resolvi seguir Mike, que voltou a subir a colina comigo e com Raquel, quando passamos o pinheiro, ele se virou para mim e disse:
_BEM VINDO AO ACAMPAMENTO MEIO-SANGUE!


Um brinde ao Senhor Dionísio





avatar
Enzo Roosevelt
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 07/11/2012
Idade : 20
Localização : SP

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Marie S. Beautsky em Ter 11 Dez 2012 - 0:03


Teste de Reclamação
Nome: Marie S. Beautsky
Pai/mãe: Afrodite
Por que: Pela beleza.
História: Marie mexia em seu notebook. Estava em sua casa, na grande Nova York. Seu pai cozinhava no andar de baixo, até a garota ouvir um grito. Levantou a cabeça e saiu do quarto, descendo as escadas. Uma criatura segurava seu pai pelo pescoço. Marie recuou e bateu as costas na parede. Aquilo, seja lá o que era, possuía no lugar das pernas, o corpo de um escorpião. Seus olhos brilhavam como pérolas negras. Ele sorriu, exibindo seus dentes afiados. "Filha de Afrodite, eu desejava sua presença" disse, aproximando-se. A mesma fechou seus olhos e gritou, estendendo sua mão. "Marie!", uma voz conhecida exclamou, "Corra!". A garota abriu os olhos e Jake, seu amigo do colégio, estava na porta. Ele estava sem as muletas e... suas pernas haviam sido substituídas por pernas de... "BODE?", Marie gritou. Ele deu de ombros e correu até ela, puxando-a pelo braço. O homem-escorpião apertou o pescoço do pai da garota, e soltou seu corpo no chão. "NÃO!", exclamou Marie chorando, resistindo aos puxões de Jake. "PAI!", gritou. Ele não se mexeu. Marie estufou o peito e saiu correndo com Jake. O homem-escorpião os perseguia. Jake pegou o primeiro ônibus que viu, e eles pararam na rodoviária.
Jake conseguira vestir as calças rapidamente, e eles nem foram percebidos. Ele e a garota foram até Montauk, em Long Island. Ela pegou no sono, e quando acordou, estavam dentro de um táxi, na frente de uma colina. No topo da colina havia um pinheiro. "Bem-vinda ao Acampamento Meio-Sangue", disse Jake. Ele sorriu e a puxou colina acima.

avatar
Marie S. Beautsky
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 10/12/2012
Idade : 20
Localização : AMS :3

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Elliot P. Monartz em Ter 11 Dez 2012 - 0:12

Nome: Elliot P. Monartz

Pai/mãe: Hipnos

Por Que: gosto do deus, e no exato momento eu estou com sono.

Historia: Vivia em NY, tinha uma vida legal exceto pelo fato de gostar de dormir muito. Quando pequeno perdia algumas coisas por causa do meu sono. Quando minha vida mudou. Eu estava fugindo de casa com 17 anos sem saber o que queria. Ate que fui encontrado por um sátiro que me falou que sentiu um cheiro de semideus em mim. Ele disse que precisávamos ir ao acampamento meio-sangue. Soube que lá eu me daria bem e resolvi seguir viajem com ele. 2 dias de viajem se passaram e finalmente estávamos lá no acampamento meio-sangue onde um cara metade cavalo falou:
-Seja bem vindo! Eu sou Quiron.
-Obrigado, eu sou Elliot- me apresentei.
Então a depois disso me explicaram como acontecia essa coisa de semideus eu me conformei e logo esperei pela minha reclamação.

Elliot P. Monartz
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 08/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por  em Seg 17 Dez 2012 - 10:18

Reclamados.






• God of the Florest
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Campista normal
Campista normal

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/07/2011
Localização : Boulevard Of Broken Dreams

Ficha do Meio Sangue
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Percψ Jackson em Qua 19 Dez 2012 - 6:37

Nome:Nexus
Pai:Poseidon
Motivo:Me indentifico com o deus e com o territorio posuido por ele
avatar
Percψ Jackson
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 18/12/2012
Idade : 17
Localização : Chale 3 [Poseidon]

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Qua 19 Dez 2012 - 16:45

Reprovado

Motivo: Você postou no lugar errado para ser filho dos 3 grandes (Hades Zeus e Poseidon) Ha um teste especial feito pelos mesmos.


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Lanna Stonne em Qui 20 Dez 2012 - 15:15

Nome: Lanna Stonne

Pai/Mãe: Eros

Por que: Identifico-me com o deus, adoro a personalidade dele e... o que seria de nós sem o amor?

História:

Eu nasci em Los Angeles, Califórnia, no ano de 1996. Morava com minha mãe Amy Stonne, na época uma cantora e atriz muito famosa. Eu tinha muito orgulho da minha mãe, de como ela era e que mesmo com a fama não havia perdido o caráter dócil e humilde de sempre. Lembro-me das vezes em que ela cantava para mim, para eu poder dormir calma e tranquila. Eu amava minha mãe mais que qualquer outra coisa no mundo e sentia que isso era recíproco dela. Ela vivia falando do meu pai, do pai que eu nunca conheci. Ela se apaixonara por ele de verdade, dizia que aqueles dois dias ao lado dele foram os melhores da sua vida e insistia em dizer que ele voltaria, eu não à culpo, e na verdade, eu esperava isso junto a ela. Ela me lembrava sempre do olhar caloroso do meu pai e da voz que acalma, segundo ela, eu puxei isso dele, e tomara mesmo, porque sinto orgulho do meu pai pelo fato ter feito uma mulher se apaixonar tão perdidamente por ele à ponto de mesmo depois de anos não esquece-lo e ainda ter esperanças, é lindo, eu sei que o amor dos dois nunca morrerá.
Quer dizer, eu sabia. O amor nunca morreria até que um dos dois morresse. Mas talvez nem assim. Era uma sexta-feira a noite do ano retrasado, íamos sair, nos divertir um pouco e ter um tempo pra nós duas. Eu esperava minha mãe em casa, quando o telefone toca. Estranhamente, parecia aqueles filmes de terror, aquela casa gigante, e só o telefone fazendo barulho na sala. Eu atendi, animada e esperando que fosse minha mãe mandando eu descer, mas escutei uma voz estranha, de um homem:
- Lanna?
- Oi? Quem é?
- Sua mãe, ela... ela faleceu Lanna, pode descer as escadas? Foi um acidente, de carro...
Lembro-me de ter ficado paralisada, “só poderia ser mentira”, eu pensei, não era pra ter acontecido. O que eu iria ser sem minha mãe? Veio-me todas as possíveis perguntas a minha mente. Eu bati o telefone e desci correndo as escadas.
Quando abri o portão, me deparei com os carros de policia chegando, ambulâncias, repórteres, a Lamburguini da mamãe estraçalhada e um corpo coberto com um pano preto... era ela. O cara com o celular na mão, provavelmente o que falou comigo ao telefone, veio até mim e pôs a mão em meus ombros sussurrando “eu sinto muito”. Sentia mesmo? É fácil mesmo falar da boca pra fora e eu sei bem como é isso.
Colocaram-me em uma escola militar após isso e eu fiz muitos amigos lá, que me apoiaram de verdade, até porque, fazer amigos não era minha dificuldade, o problema mesmo é mantê-los. Mas fiquei lá por pouco tempo e eles me bastaram. Lembrava-me sempre da minha mãe e dos bons momentos com ela, principalmente ao ficar sozinha à noite. Era algum tipo de tortura que me fazia bem.
Eu sofri vários ataques na escola militar, na época de criaturas que eu desconhecia e achava incrível como só eu as via. Levei bilhares de ocorrências, mas nunca fora de fato suspensa. Digamos que... o diretor tinha uma “queda” por mim, o que era bem estranho de se ver e aceitar pelo fato da escola militar e todo o resto.
Direto ao ponto: Tudo aconteceu na aula de Ed. Física, aquela em que eu realmente não sabia o que fazer. O professor era dos que eu mais gostava. Sr. Greg era animado e divertido, além de me proteger sempre e deixar eu não participar de algumas aulas em segredo. Mas naquele dia ele me obrigara a participar. Foi quando entrou um... um ser voando, algo que ele chamara de Fúria, e então se transformou em um homem meio bode e me carregou para o Acampamento Meio-Sangue. Depois disso, eu nunca mais o vi.

avatar
Lanna Stonne
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 20/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

reclamaçao de Jason Lewis

Mensagem por Jason Lewis em Qui 20 Dez 2012 - 15:19

Nome:Jason Lewis
Pai/mãe:Hefesto/Katterine Lewis
Por quê:porque me interesso muito por armas e tecnologia e também sou engraçado e são as características mais perfeitas para um filho de Hefesto o ferreiro dos Deuses.
História:Eu e minha mãe que sempre fomos muito unidos morávamos e Nova York em um pequeno apartamento minha mãe sempre dizia q meu pai era o homem mais perfeito de todos, ele era forte, bonito e trabalhador minha mãe sempre diz que eu iria ser exatamente igual a ele,certo dia quando eu tranquilamente saia da escola me deparo com um cão,inicialmente parecia uma coisa normal,pois como toda cidade normal Nova York também era cheia de cães pelas ruas,era um cão negro com aparência bem cuidada mas naquele momento já sentia algo estranho naquele “bicho”.
Pois é depois que continuei a ir para casa o cão ainda estava atrás de mim com um olhar de “eu posso te pegar a qualquer hora então corra” mas consegui manter a calma.Chegando perto de minha casa entrei rápido e fechei o portão ,subindo as escadas minha m~e estava saindo perguntei aonde iríamos e minha mãe respondeu aonde seu pai queria que você já estivesse la dois anos mas fiquei tentando te proteger e me atrapalhei vamos disse ela,quando saímos do portão o cão avançou em minha direção e me abocanhou, nesse momento vi que ele era um cão infernal pois nele havia crescido mais uma cabeça e dentro de seus olhos haviam duas pequenas chamas quando me livrei do cão minha mãe já estava no carro e disse “vamos Jason !!” entrei no carro, mas os 4 pneus estavam furados o maldito cão infernal havia rasgado-os,minha mãe pegou algo rapidamente de seu bolso e me disse ‘’me prometa que vai ficar bem e só vai abrir esse papel quando estiver bem longe “ balancei a cabeça em forma de afirmação e ela gritou va Jason e corri até chegar em uma estrada meio rústica e abri o papel,era um mapa e esta escrito olhe em seu celular, peguei meu celular e havia nada a mais de 34 sms de um numero desconhecido mas como já estava perdido segui os passos que havia nas mensagens e misteriosamente a bussola que encontrei em meu bolso e cheguei a uma colina como dizia no ultimo sms ‘’suba a colina e veja sua nova casa meu filho’’ nesse momento achei o acampamento e não sei o que aconteceu com minha mãe mas esse mesmo numero me mandou um sms ‘’sua mãe cumpriu a missão e esta bem’’.

avatar
Jason Lewis
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 20/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Qui 20 Dez 2012 - 19:51

Reclamados


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Rennan Logslive em Sab 22 Dez 2012 - 11:04

Nome: Rennan Logslive
Pai/Mãe: Eros
Por Que: Eros é o deus do amor o sentimento mais puro que existe em todo o universo, por isso o mais digno de todos os deuses para mim é ele, além de ser incumbida a ele a tarefa de guardar a organização elementar, gosto muito de tal Deus e por isso pretendo me tornar um filho dele.

História:

Em uma noite fria e muito nublada Rennan, um garoto de 14 anos que nasceu em Vacouver Canadá, estava em seu quarto com portas e janelas bem trancadas, sua vida sempre foi uma loucura mas aquele dia era em especial o mais estranho, mexendo em seu notebook as luzes começaram a falhar e um vento forte soprou em seu rosto, como se as janelas estavam fechadas? Isto intrigou o garoto, com experiência em coisas estranhas ele fingiu nem ao menos ter notado.

Começou a viajar em seus pensamentos lembrara das coisas que viveu, a sua visão ficou turva a mente estava agora em lugar diferente a sua escola do primário quando pareceu ver nas mãos de sua professora uma enorme foice branca, mas quando olhou novamente era apenas sua bengala, a professora não gostava nenhum pouco dele, hoje com mais clareza pode jurar que ela realmente tentou matar ele com aquela coisa que usava para ajudar a se apoiar.

Em um instante já estava com outro pensamento, na quarta série um garoto da série superior havia começado uma briga sem motivo, o detalhe é que ele era enorme e estava sempre de bonés enormes e camisetas de manga longa, Rennan escapou por pouco uma voz masculina lhe dizia o que fazer, até hoje ele houve a voz.

Uma última lembrança ainda o apareceu, sua mãe estava dirigindo o carro um voyage eles estavam a caminho de Quebec e conversávamos sobre o pai do menino ela nunca dizia seu nome apenas falava que ele era um homem justo e muito importante que em um dia ele ia conhecer, o garoto tinha outra imagem do pai achava que nunca ia encontrar ele que havia abandonado ele e sua mãe. Eles andavam até que devagar por estarem em uma estrada bem movimentada, estava chovendo muito e principalmente trovejava como nunca haviam visto antes, um deles ribou no carro uma corrente elétrica percorreu toda a parte metálica por sorte os bancos de borracha impediram a morte, se bem que o garoto acha que não foi a borracha que os salvou, e sim algo maior o mesmo que falava em sua mente, naquele dia depois de chegarem a cidade houve um grande tumulto e ele encontrou sua mãe morta, foi para casa da avó e... ela também havia morrido então com o trocado que sobrará muito desolado mas ainda com um forte amor e muita esperança no coração voltou a Vancouver e foi morar com a tia.

Voltando a si começou a reparar mais nas coisas estranhas que aconteciam naquele momento e não lembrar das que aconteceram tempos atrás, ainda chorando por lembrar de sua mãe que morrerá a três meses junto a sua avó, desceu as escadas para conversar com a tia, havia algo estranho acontecendo, mas ele não sabia bem o que era, ouvia gritos vindos do Jardim da casa então passou a correr chegando lá pareceu não acreditar no que virá, os gritos haviam cessado, porém sua tia se encontrava morta com um espinho atravessado a garganta, olhando para trás viu um enorme leão com espinhos na calda e rosto de homem, pelo que lembrava das aulas de história seu nome era Mantícora, mas era só um mito.

O bicho olhou para ele soltou três enormes espinhos de sua calda, por sorte nenhum chegou a acerta-lo se isso acontecesse ele estava morto, então correu tentando escapar, consegui pegar o arco que deixava perto das tulipas de sua tia Marine, ao chegar perto notou uma coisa estranho, havia uma fecha nele, era branca com a ponta dourada, ouviu novamente aquela voz:


- Você consegue, as fechas apareceram quando outra for lançada, distraia-o o reforço esta próximo.

A Manticora o havia visto não tinha mais tempo para pensar, atirou a primeira flecha que colidiu com os espinhos do animal, e causou uma explosão reluzente, ele foi para trás da figueira e disparou outra flecha que surgira depois que ele soltou a primeira, ela acertou a calda dele e ficou presa nos espinhos, outra explosão aconteceu, mas incrivelmente ele ainda estava de pé rosnando, veio em uma investida para a árvore e um espinho acertou Rennan de raspão no braço esquerdo, o veneno do mesmo não chegou a atingir mas o corte foi grande e sangrava bastante.

Uma carruagem voadora descia no céu.

- O que? Uma carruagem com Pégasos ?

Um menino alto desceu da carruagem logo em cima da Manticora e lhe cravou a espada, ele se dissolveu em pó e e o garoto guardou a espada, tinha cabelos loiros e olhos acinzentados, sentada na direção dos Pégasos estava uma garoto de cabelos preto e a mesma cor estava em seus olhos, era assustado olhar diretamente em seus olhos mesmo sendo muito bela emitia um medo natural.

- Vamos não tenho o dia todo - falou o garoto.

- Para onde o que querem comigo por favor deixe eu dar um enterro digno a minha tia depois vocês me matam.

- Nós não vamos te matar garoto, mas não temos tempo para enterrar ela vão chegar mais deles se você continuar aqui.

- Tudo bem, mas para onde você irá me levar?

- Ora vamos, não temos tempo tem fúrias chegando por ai. - disse a garota ao ver um grupo de monstros se aproximarem - Vamos! - e puxou Rennan.

Em cima do transporte Rennan lembrou do arco que deixou cair no jardim mas sabia que ninguém ia voltar para pegar e os monstros já deviam te-lo destruído, então ele começou a chorar por todas as mortes que lhe aconteceram, ele não tinha mais família e seu pai ele perdeu a esperança de conhecer.

O garoto colocou algo na ferida e ela começou a se fechar, a viagem vinha tão calada que não parecia que os dois jovens se conheciam, então mesmo chorando o garoto tentou falar:


- Para onde vamos? O que são vocês? E o que vão fazer comigo

- Acampamento meio-sangue. Semideuses assim como você. Te ensinar a sobreviver em meio aos monstros.

- Eu não sou um semideus vocês estão ficando loucos esta bobagem não existe.

Sim você é deve ter vivido a vida inteira sem pai ou mãe, este é um deus mas não vou discutir chegamos, divirta-se.

Desceram todos do carro e levaram o garoto a casa grande onde estava um meio-cavalo ele não sabia direito achava que era um centauro, mas enfim eles o apresentaram e o deixaram sozinhos depois o garoto foi andar ainda meio confuso com tudo e conhecer o local.
avatar
Rennan Logslive
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 20/12/2012
Idade : 18
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Sab 22 Dez 2012 - 12:03

Reclamado meu filho amado


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Fátuo em Dom 23 Dez 2012 - 11:46

[b]
Nome: Fátuo Iolo
Pai: Crio ( titã)
Por que: Crio representa o inverno o frio e os seres abissais desconhecidos do mar. ( um titã muito interessante..)

Historia
A mãe de Fátuo estava em um cruzeiro com seu marido. Em uma noite, no meio de uma forte tempestade ela acaba caindo do navio
indo parar no mar. Depois de afundar na água quando não podia mais lutar contra a fúria do mar, ela percebe que estava em um lugar muito escuro. E ainda se encontrava submersa nas águas salgadas.
Uma voz abissal e tenebrosa começou a falar em sua mente:
`` Era tudo que eu precisava..Um filho de aparência mortal mas com a força dos titãs correndo nas veias..``.
Depois disse ela desmaiou e acordou no seu quarto no navio em que fazia seu cruzeiro com seu marido preocupado segurando sua mão.
Um tempo depois, ela descobriu que estava grávida e seu marido era pura felicidade...Pena que algo lhe dizia que o filho não era dele.
Quando a criança nasceu, os médicos disseram que ela tinha uma doença no olhos. Ela tinha olhos azuis muito claros e leitosos. Como se fosse cega.
O garoto nasceu com a pele branca e os cabelos escuros, e com o tempo , cresceu de forma saudável mostrando que a aparência estranha de seus olhos não interferiam em sua visão. Ao contrário, ele parecia enxergar melhor que os outros sem precisar de luz...
Quando Fátuo e sua mãe e seu padrasto estavam aproveitando as férias em um chalé, eles são atacados por estranhos pássaros escuros com bicos de algo que parecia bronze que também parecia revestir suas garras.
No meio do ataque um homem baixinho correu para ajudar. Fátuo não sabia o que aquele anão poderia fazer, mas ao ver as aves cercando sua mãe...Algo realmente estranho aconteceu.
Alguma coisa dentro de Fátuo parecia se mexer e querer sair, foi quando por extinto Fátuo abriu a boca e um rugido de alguma coisa
realmente grande saiu da sua boca. Era como se um daqueles animais marinhos enormes estivesse gritando dentro dele...
O som pareceu assustar as aves que foram embora, mas pareceu assustar mais ainda sua mãe, que parecia ter se lembrado de algo.
Foi nesse momento que o anão se aproximou e lhe estendeu a mão.
- Meu nome é Kairus, e você vem comigo para o Acampamento Meio-Sangue.



avatar
Fátuo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/12/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
170/170  (170/170)
Energia:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Hera em Dom 23 Dez 2012 - 17:09

Reclamado.
Bem vindo Semi-Titã!


Hera ~♥~ Deusa do casamento ~♥~ Protetora das Mulheres e dos Nascimentos ~♥~
avatar
Hera
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 164
Data de inscrição : 30/01/2011
Idade : 20
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
99999999/9999999  (99999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por John Casay Smith em Dom 23 Dez 2012 - 18:36

Nome: John Casay Smith

Pai: Hefesto.

Por que: Por que, eu gosto do deus do fogo e da forja Hefesto e ainda por cima é legal poder criar infinitas armas e expandir o seu conhecimento alem dos limites, etc.

Historia: O nome da minha mãe é Hilda e ela quando era jovem, era dona de uma fabrica muito famosa na época de concertar e construir carros e mexia também com ferros e alumínios, tudo ia bem até que ela conheceu um homem misterioso ao qual teve um relacionamento, porem depois de um tempo,quando minha mãe me teve em seus braços,esse ser desconhecido, desapareceu sem deixar um único vestígio.

A minha mãe me deu o nome de John Casay Smith, cuidou de mim e ate hoje a minha família prospera minha vida nunca ate um determinado momento, fugiu da vida normal de uma pessoa. Foi num belo dia em que apareceu um grupo de mulheres que eram minhas fãs enquanto trabalhava na parte mecânica da fabrica, que tudo mudou, pois essas minhas fãs, se transformaram em criaturas aladas, com garras e partiram para o ataque, soltei um grito muito alto de medo, mais foi ai que surgiu uma espécie de homem cavalo que salvou a minha vida.

Ele me ajudou a chegar em casa e lá a minha mãe me acalmou um pouco e aquela criatura estranha que falava a minha língua,se chamava Quiron e eu já tinha estudado sobre ele,era uma criatura mitológica e ele me contou que eu era um semi-deus,que tinha que ir para o acampamento meio-sangue,que a minha vida iria mudar e então sem perder tempo,fomos para o acampamento e lá,sou reclamado como filho de Hefesto e então desde daquele dia,algo dentro de mim mudou,agora se era de mau para bem ou de bem para mau,só o futuro dirá.
avatar
John Casay Smith
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 23/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Hefesto em Dom 23 Dez 2012 - 19:34

Reprovado, elabore mais sua historia e não poupe os detalhes!


   

♜Hephaestus♜
avatar
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 132
Data de inscrição : 26/01/2011
Idade : 24
Localização : Monte Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Convidad em Dom 23 Dez 2012 - 21:20

Nome:
Annabeth Chase Dulfax

Pai/mãe: ]
Atena

Por Que:
Eu escolheria Atena,acho que sou mais parecida com ela do que com qualquer outro Deus,eu amo ler, sou muito inteligente, ajo pela razão em vez da emoção,
eu aprecio sua história dentro da mitologia e aprecio também o fato de Atena ligar para a mente e não para aparência, gosto de planejar e escrever coisas e sempre me dou bem com isso, eu me preocupo com o meu futuro profissional, sou orgulhosa e tenho opinião própria

Historia:
Minha vida sempre foi uma tremenda confusão, eu moro com meu pai desde que me conheço por gente,tenho um irmão que acabou de completar 5 anos, e uma madrasta fútil que pensa que é o centro do universo, passo a maior parte do tempo sozinha trancada no quarto estudando,lendo ou fazendo projetos para meu futuro, o meu sonho é fazer faculdade de arquitetura, e pra isso ainda devo me dedicar muito pra conseguir uma bolça pra universidade, não quero depender do meu pai, já que ele acha que estudar é perda de tempo, até meus 15 anos eu mudava de uma cidade pra outra constantemente, até pararmos aqui em Nova York,e eu não conheci minha mãe.Sou muito orgulhosa e acho que esse é o meu pior defeito,sou muito decidida e tenho opinião própria.Nem sempre o que meus olhos refletem revelam o que realmente sou.Minhas alegrias e dores só podem ser vistas por aqueles que sabem analisar palavras, e através delas que revelo minha verdadeira essência. Talvez elas sejam um grito de dor a muito preso na garganta. Talvez elas apenas revelem minha fragilidade escondida atrás de uma mascara rude. Ler pra min e uma paixão enorme não sei viver sem ler.Descrever-me ou falar de min é complicado por que cada pessoa me vê de maneira diferente. Apenas posso dizer que sou um ser humano como outro qualquer. Tenho sonhos, desejos, sofro, rio, choro, faço birra, bato o pé e até grito quando é preciso. Mas no final sou um ser humano como qualquer outro que apenas procura o seu lugar no mundo, lugar esse que ainda não descobri.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Lorean Dulfax em Dom 23 Dez 2012 - 21:49

Nome: Lorean Dulfax

Pai/Mãe: Atena

Por Que:Sempre prezei a mente aguçada, e sou auto-didata. Minha inteligência é minha principal virtude, e minha sagacidade é o seu garçom.

História: Cresci em um lugar chamado Tolkien's Beer, o pub de meu pai. Mas era apenas para manter as aparências, pois gente de todo o tipo ia lá (nota: eu não deveria dizer gente, e sim criaturas). Aquilo sempre me assustou, mas não tanto quanto o que aconteceria no meu aniversário de 8 anos.

Eu olhava pela janela do terceiro andar. O sótão, que eu chamava de meu quarto. Uns homens vestidos totalmente de branco conversaram com meu pai. Depois, sumiram. Voltei a ler meu livro.
"Continuei em frente, sempre olhando o GPS. A caverna era baixa, mas tinha que ser aqui, eu só tenho essa chance. Vamos..." viro a página " Um ruído me faz gelar. Ouço um movimento atrás de mim, e a porta abre. Meu pai entra, e me agarra. Os homens vêm, e me seguram. Depois, me conduzem porta afora, descendo as escadas. Eu me debato, grito, choro, esperneio, mas nada adianta. Uma misto de raiva e medo percorre meu corpo, e atravessamos o bar. Todos continuam fitando suas bebidas, exceto um pequeno encapuzado. Nossos olhares se cruzam, e o volume sob o capuz desaparece. Choro ainda mais.
- Papai, o que eu fiz? Me perdoa pai, juro que não faço mais! PAAI! - Grito em meio as lágrimas, mas meu pai não me olha mais. Os homens, que eram cinco, tentam me colocar na mala de um carro, mas um deles grita, e cai no chão. Os outros quatro param, assustados, e eu salto, e corro. Corro muito. Corro até encontrar um muro. Me desespero, os homens estão próximos. Choro.

A parede explode ao meu lado, e um sátiro baixinho me chama pra fora. Sigo ele sem pensar, e ele me despista em Nova York.

Nunca mais vi o Tolkien's Beer, nunca mais vi o sátiro. Passei oito anos morando em albergues, em casebres velhos, e até mesmo em quartos de hotéis de luxo, sempre escondido. Até o dia em que fui atropelado por um táxi. Acordei no meio do mato. Não mato, exatamente. Era um nada, com um sátiro gorducho me olhando.
Eu havia chegado à colina Meio-Sangue.

Lorean Dulfax
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 23/12/2012
Idade : 21

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Klaus V. Baskerville em Seg 24 Dez 2012 - 9:57

Nome: Klaus valentine

Pai/mãe: Eros e Ingrid Valentine

Por Que: Por que combino com Eros, e como Hera não possui filhos este e o deus o qual mais se aproxima da deusa do casamento.

Historia:

Klaus e um garoto que tinha uma vida normal, Ele vivia com sua mãe e seu padrasto em Roma na Itália sempre foi um garoto romântico e engraçado, mas durante uma excursão ao Coliseu Romano ele acabou se perdendo de sua turma com seu amigo Sean um garoto de 16 anos pele branca com olhos azuis e cabelos loiros por algum motivo ele estava nervoso por todo o caminho ate que encontraram a saída, mas quando deram o primeiro passo em direção a porta uma estranha criatura apareceu uma mulher com asas de morcego.

-De-demônio – disse Klaus um pouco assustado apontando para a mulher
-eu receio que não Klaus ela e uma coisa bem pior uma Fúria – disse Sean pegando uma espécie de adaga feita de luz.

Sean atacou a Fúria com grande velocidade, mas a Fúria pegou um chicote e se defendeu dos ataques de Sean e investiu em cima de Klaus.
- vou te levar para o inferno meu bem – disse a Fúria para Klaus que gritava em pânico
-Acho que não Alecto – disse Sean atacando a Fúria com uma espada de bronze a transformando em pó
-ma-mas oque ouve aqui?- perguntou Klaus ainda um pouco assustado tentando entender o que tinha acontecido.

- Klaus eu sou um semideus filho de Hermes – disse Sean para mim – e tenho uma noticia para você –

- que noticia? – disse Klaus colocando a mão no rosto esperando o pior.

- você e um semideus Klaus - disse Sean entregando uma faca de bronze – tome isso vai te ajudar a derrotar monstros como a fúria venha vou te levar ao acampamento –
-acampamento?- perguntou Klaus um pouco mais calmo – que lugar e esse?-
- você verá – disse Sean pegando seu telefone com um tom um pouco sombrio o que fez Klaus ficar um pouco nervoso – alô Senhora Valentine eles já o encontraram estou levando ele para o acampamento –

Em seguida Sean desligou e tirou a bateria do seu celular e pegou meu braço e chamou um táxi.

Quando o táxi chegou Sean pediu para que os deixassem no aeroporto e assim foi feito
Quando Klaus saiu Sean pagou ao motorista e entrou no aeroporto levado Klaus com ele.
Sean abriu sua mochila e pegou dois passaportes e duas passagens aéreas para os E.U. A
- um e seu e o outro e meu nos vamos para a América – Disse Sean com um sorriso no rosto e uma expressão maliciosa nos olhos
Klaus somente olhou para Sean e revirou os olhos – Idiota – suspirou indo comprar alguma coisa para comer.
Depois de algum tempo eles entraram e o avião decolou rumo a América
Após longas horas o avião pousou em Nova York Sean foi ao estacionamento e roubou um Audi RX-8 e levou Klaus para a colina meio sangue no meio do percurso Klaus acabou dormindo quando Sean chegou tinha dois meninos a sua espera David filho de Apolo e Ridley Filho de Selene Sean tirou Klaus e o colocou em suas costas e o levou ao chalé de Hermes que estava um pouco vazio o colocou na cama ao lado da sua e se deitou.


Última edição por Klaus Valentine em Seg 24 Dez 2012 - 22:19, editado 1 vez(es)
avatar
Klaus V. Baskerville
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 4
Data de inscrição : 22/12/2012
Idade : 22
Localização : Onde estiver o amor indolor ou o ódio sem pudor eu lá estarei

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Seg 24 Dez 2012 - 10:20

Klaus Valentine: Reclamado como filho de Eros gostei muito da Historia.

Annabeth Chase Dulfax & Lorean Dulfax aprovados (em minha opnião), mas como não cabe a mim deveram esperar a aprovação da deusa Atena.


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Athena em Seg 24 Dez 2012 - 13:11

Lorean, adorei sua história, super bem composta e com detalhes magníficos, apenas uma confusãozinha com as aspas ali, mas mesmo assim, eu te reclamo. Seja bem-vindo à família, escolha seu presente e boa sorte pelo acampamento.

Quanto à Annabeth, querida, o texto está um pouco confuso e a história tem que ser descrita em como você vive e como chegou ao acampamento, e bolsa, bem, se escreve com S, como minha filha você precisa ser mais detalhista, portanto eu lhe dou a chance de refazer o seu teste somente mais
uma vez... Boa sorte, sinto muito.


Athena - Deusa da sabedoria , guerra , justiça , estratégia e habilidade || Filha do soberano do Olimpo



avatar
Athena
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 57
Data de inscrição : 21/08/2011
Localização : Olimpo / Conselho Olimpiano

Ficha do Meio Sangue
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Oliver J. Dolan em Seg 24 Dez 2012 - 13:50

Nome:Oliver J. Dolan
Pai/Mãe:Deméter
Por que:
Por que eu me indentifico como Filho de Deméter, eu sempre amei as plantas,
a natureza, tudo de verde para mim é bom, por este motivo eu acho que
deve ser filho da Deusa da Colheita.

História:
A noite era sombria em New York, estava em casa deitado sobre minha deliciosa cama quando um barulho vindo do lado de fora da casa me assustou, caminhei lentamente até a janela onde a abri para espiar, com minha curiosidade de garoto coloquei minha cabeça para fora, algo me puxou e me fez cair no chão com um baita tombo, quando abro a boca para gritar de dor uma mão dura e altamente grossa me tapou, não encontrei outra saída e mordi aquela mão, nada acontecera, não acreditei mas o "homem" continuou a me tapar, me debati mas também não funcionou, o suposto homem olhou para mim, tinha olhos negros e então disse:
-Você garoto, tenha calma, sou sua salvação, seu protetor, não se assuste ao me ver, pois você criança está vendo um sátiro e o mais forte dentre todos.
Olho
para o "homem" que se dizia ser um sátiro, uma criatura mitológica que
era hibrido, metade homem, metade bode, os que amavam o Deus Pã.
-O Senhor veio aqui por que motivo? - Pergunto ao sátiro.
O Sátiro olha para mim, percebo outra vez aqueles olhos negros que me deixam arripiado e então diz com voz calma:
-Você é um semi-deus, filho de um deus com uma humana, no seu caso sua mãe, por isso esotu aqui, o Sátiro mais forte provado no Acampamento Meio-Sangue.
Eu estava incrédulo, são incríveis afirmativas para mim, eu, um simples garoto de 14 anos ser um Semi-deus? na história antiga
Filho
de 1 deus com minha mãe ou pai, minha mente estava completamente
embaraçada, precisava de um tempo, mas em vez de pensar eu me virei para
o Sátiro e perguntei:
-Qual seu nome nobre sátiro? e o que queres comigo?
O sátiro ancião olha para mim e diz:
-Meu nome é Zorgin, vim aqui para leva-lo ao Acampamento Meio-Sangue onde irá saber qual seu pai divino e treinará
para aumentar suas habilidades e se possível, mandado em missões para salvar o mundo, não podemos perder tempo garoto, temo...

Antes do Sátiro terminar de falar uma explosão ocorre dentro da minha casa, o quarto da minha mãe explode em pedaços e então o Sátiro corre para dentro e olha o que havia acontecido, fomos atacados por um Minotauro e uma Harpia, criaturas poderosas mitológicas e muito, muito malignas, Zorgin, O Caçador corre e retira seu bastão das costas, salta e girando em 360º consegue mais impulso para o martelo causando um dano forte na harpia, ele tenta acerta as pernas do Minotauro, a criatura negra salta fazendo
o golpe de Zorgin ser inútil, o Minotauro faz uma pirueta e com os
chifres tenta acertar Zorgin, provando ser forte, Zorgin tenta uma
disputa de chifres então fica chifre a chifre com o Minotauro, a Harpia
se levanta e grita fazendo aves voarem, e ataca com seu bico a Harpia
arranca um pedaço da carne do braço esquerdo de Zorgin fazendo o mesmo
cair e o minotauro acerta-lo com um soco que o faz ir para 10 metros atrás, algo me deixa com raiva ao ver minha mãe morta, eu então estendo as mãos para o céu e do chão começam a surgir plantas enormes e grossas, as plantas prendem o Minotauro e a Harpia, eu faço força e começa a apertar as pernas dos monstros, após alguns minutos as pernas dos dois explodem e as criaturas viram pó. Então Zorgin olha para mim e então fala:

-Incrível Semi-Deus, você é poderoso com essa demonstração podes ser um filho de Deméter, ou uma bênção que ele deu para ajuda-lo por algum motivo, vamos ver então.
Zorgin e Skyter enterram a mãe do garoto e então partem para o Acampamento, na viagem Skyter deita atrás da caminhonete e fica olhando para o céu estrelado. Passam-se 3 horas e eles chegam num local perto de uma
fazenda, sobem um enorme ladeira e então chegam a um local que tem uma
placa em grego, as palavras mudam de posição e se tornam: Acampamento Meio-Sangue. Entro no local e vou sou aprensentado ao Lord Dionísio e Quíron, vou para meu Chalé o de Hermes e espero que seja reclamado o mais rápido possível.
[/b]
avatar
Oliver J. Dolan
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
130/130  (130/130)
Energia:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por kathleen caroline em Seg 24 Dez 2012 - 19:35

NOME:Kathleen caroline
PAI/MAE:Apolo
PORQUE:Eu adoro o sol e sou mt boa com arco e flecha,e o inicio do verao começa bem no meu aniversario(21 decembro)
HISTORIA:um dia antes do meu aniversario acordei em uma floresta distante sem lembrar de nada,comecei a andar para procurar ajuda,e acabei encontrando criaturas muito estranhas,elas me atacaram eu me defendi mt bem (pra quem nunca tinha lutado na vida).quando consegui despistar as criaturas,um satiro me encontrou,e me disse que eu tinha que ir para o acampamento meio sangue,la eu estaria segura.
avatar
kathleen caroline
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 24/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Hefesto em Seg 24 Dez 2012 - 22:38

Oliver aceito (Deméter disse para eu aceitar)


   

♜Hephaestus♜
avatar
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 132
Data de inscrição : 26/01/2011
Idade : 24
Localização : Monte Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Ryan Tenehel em Ter 25 Dez 2012 - 17:36

1.PAI/MÃE: HEFESTO. 2.PORQUE: eu me identifico com Hefesto pois adoro contruir coisas, sempre tive ideias construtivas na minha vida e é um dos deuses que eu mais gosto na mitologia Grega . 3. HISTORIA: nascido e criado na cidade de Houston no estado do Texas Ryan Tenehel é um garoto de 14 anos que apresenta uma enorme inteligência no ramo da engenharia. Com apenas 8 anos já havia feito o seu primeiro carrinho de brinquedo utilizando apenas madeira, plástico e um serrote. Por ser bastante tímido tenehel deixou de fazer varias amizades no colégio sendo assim excluido de varios eventos sociais.Quando completou 14 anos ele sentiu algo diferente na sua mente pois vinha várias ideias de inventos dos quais ele jamais havia pensado em fazer, nesse dia ele contou a mãe o que estava acontecendo e ela disse que todos as suas respostas iriam ser respondidas assim que fosse ao acampamento meio sangue.

Ryan Tenehel
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 25/12/2012
Idade : 19

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Hefesto em Qua 26 Dez 2012 - 14:30

Desculpe Ryan, mas sua ficha foi reprovada.

OBS: Elabore mais sua historia e detalhe mais ela, ela esta boa, mas está muito básica, tente fazer de novo ^^

Atenciosamente, Hefesto.

OBS²: Se quiser ajuda de como elaborar mais sua historia me contate por MP que eu poderei ajudar.


   

♜Hephaestus♜
avatar
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 132
Data de inscrição : 26/01/2011
Idade : 24
Localização : Monte Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 4 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum