Seja Reclamado

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Seja Reclamado

Mensagem por Eros em Ter 1 Maio 2012 - 15:12

Relembrando a primeira mensagem :

Poste aqui para você que quer ser reclamado.
Só não pode postar aqui, caso queira ser filho de Zeus, Poseidon Ou Hades.

Nome:
Pai/mãe:
Por Que:
Historia:

+ Os campistas devem ter uma história, que contenha pelo menos 5 linhas. Obrigado.


Última edição por Eros em Qua 19 Dez 2012 - 16:48, editado 1 vez(es)


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 23
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Ter 30 Abr 2013 - 9:18

Nikola, a história foi curta e não muito pode-se dizer sobre você e sim sobre apenas um acontecimento. Desculpe o atraso da resposta, mas pensei que o Hefesto fosse te reclamar. Se esforce um pouco mais contando um pouco mais da sua vida antes desse acontecimento da sua vó e se estiver melhor eu mesmo te reclamo.
Reprovada

Lukas, a história foi básica, mas como é uma reclamação não tem muito do que reclamar. Foi bem ornamentada, porém na parte das falas e da chegada no acampamento foi um pouco fraca. Levando em conta que não teve luta ou dificuldade como uma perseguição, o Greg poderia ter de parado na colina meio-sangue e explicado as coisas de semideuses, deuses, monstros, o acampamento e por fim ele te levaria até a Casa Grande falando o que era cada coisa que você tivesse dúvida ou perguntasse sobre seu pai.
Aprovado
Escolha sua arma opcional de Apolo nesse link: http://heroisdoolimpoonline.forumeiros.com/t862-lista-de-armas-de-reclamacao




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Nico Louvain H. Holmes em Qua 1 Maio 2013 - 11:15

Nome: Nico Louvain Holt Holmes;
Pai/mãe: Hécate;
Por Que: Creio que Hécaye é uma deusa de que se possa reconhecer. Até mesmo pelo fato de ainda não ter aparecido na série me trás uma certa vontade e apreensão pelo mesmo. Pode ser emocionante e criar sua própria história e rumo a partir desta deusa.
Historia: Franco Louvain Holt era um homem de classe média que vivia no centro de Londres. Um homem extremamente comum, pelo menos aparentemente, tinha trinta e quatro anos de idade, era um escritor de não muito sucesso, mas que, apesar disso, conheceu uma mulher dois anos mais nova que não se importou dele não ter realmente um emprego e aceitou seu pedido de casamento. Tinham dois filhos, um menino e uma menina de oito e cinco anos, respectivamente. Sua única peculiaridade, que o retirava do grupo de pessoas ditas “comuns”, era o fato de ser neto de Sir Nico Conan Doyle, o homem que criou Sherlock Holmes, explicando o motivo de amar tanto o personagem, de sonhar ser um escritor e de ainda receber algum dinheiro pelos direitos autorais de livros, adaptações, filmes e etc.
Não era um homem muito feliz, no entanto. Amava sua mulher e os dois filhos, mas em certos pontos não pareciam realmente lhe compreender - sua filha, principalmente, que leu apenas um livro de seu bisavô e não gostou, preferindo, posteriormente, coisas mais atuais. Sua vida profissional também não era completamente satisfatória. Por mais que amasse romances policiais, nenhum de seus livros foi muito bem vendido. Tentou depois de um tempo, a muito contragosto, adaptar-se e escrever outros tipos de literatura, mas fora igualmente um fracasso.

Foi então que em um dia comum na biblioteca Franco a conheceu.

Era uma mulher incrivelmente bela, não dessas que muito se vê na televisão, com corpos esculturais e moldados em laboratório, mas uma beleza natural e não forçada. Um corpo esguio e elegante, com cabelos escuros presos em um coque e óculos discretos, porém modernos - deveria ser uma professora, ou, pelo menos, ela era como professoras inteligentes e cultas deveriam parecer. Possuía olhos azulados e intensos, e uma pele branca suave. Mesmo casado Franco ficou encantado, mas para a sua surpresa fora ela quem iniciara uma conversa.

Falaram sobre todo o tipo de coisa. Começaram com política e filosofia e, enfim, chegaram à literatura, desde a clássica até a contemporânea, com uma atenção especial aos livros de Conan Doyle. Permaneceram naquela mesa da biblioteca por mais de seis horas, mesmo que, para os dois, parecera poucos minutos. Era como se estivessem completamente ligados pela conversa, e as coisas em volta, como o tempo ou as demais pessoas, não importavam.

Alguns meses depois Franco possuía em seus braços um filho fora de seu casamento.

Um terceiro filho nunca estivera em seus planos. Por mais que adorasse crianças e tivesse muito jeito com elas, sua condição financeira, assim como a paciência de sua esposa, nunca lhe permitira cogitar tal idéia. Um filho com outra mulher, então, parecia-lhe algo não apenas improvável, mas realmente impossível de se realizar. Logo, imagine sua expressão de surpresa quando pegou aquele garotinho nos braços e descobriu que era justamente o que necessitava para ser feliz. Um filho é uma benção, muitos dizem; um verdadeiro presente dos deuses.

Claro que tudo seria muito mais fácil de entender - e acreditar. - caso o menino tivesse sido fruto de uma noite de amor e desejo, mas a verdade estava muito longe de ser esta. Uma revelação inacreditável e uma história sem sentido, com deuses romanos, era complicado até para Franco e sua mente. Mas as feições da criança deixavam claro que aquele em seus braços era seu filho, e o olhar penetrante e estranhamente azulados denunciavam a mãe. Sua única opção era aceitar aquilo tudo; seu maior problema era sua esposa fazer o mesmo.

Franco , no entanto, nunca fizera o tipo corajoso; era apenas um sonhador covarde. Sem saber o que deveria ser feito, pediu ajuda a seu já falecido avô e começou a ler a primeira - e sua favorita - história de Sherlock Holmes, A Study in Scarlet. Ainda nas primeiras linhas uma idéia não exatamente perfeita, mas que deveria servir com um pouquinho de sorte, invadiu sua mente. Poderia alugar um apartamento para a criança e visitá-lo sempre que possível. Abriu um sorriso ao avistar o livro The Sign of the Four jogado no chão próximo de si, lembrando ser o primeiro em que a Sra. Hudson é mencionada. Contrataria uma espécie de governanta que cuidaria do menino. Riu sozinho. O quão irônico seria se conseguisse alguém que realmente tivesse “Hudson” no nome?

Para uma pessoa não muito esperta e com uma condição financeira não muito boa, Franco conseguiu sustentar a situação por um bom tempo. Sua sorte foi encontrar uma aposentada que se sentia bastante sozinha e que foi sua grande parceira para criar o pequeno Nico Louvain Holt Homes - uma homenagem ao seu avô e a seu personagem mais célebre. Muito observou a senhora - que não possuía “Hudson” no nome, mas sim “Turner” – e, para sua felicidade, as semelhanças com a senhoria de Sherlock era muito grandes; no entanto, as diferenças eram muito evidentes também. Tentando deixar de lado aquela idéia absurda, Franco muito batia em sua testa.

•••

22 de Novembro de 2001, Londres.

“- Você parece atônito - disse ele, sorrindo ante a minha expressão de surpresa. - Pois, agora que sei disso, tratarei de esquecê-lo o mais depressa possível.”

Os olhos do menino brilharam na medida em que um sorriso tímido, cheio de excitação, porém, surgia em seus lábios ainda rosados pela pouca idade. Apertou os punhos com a limitada força que possuía, demonstrando a ansiedade que percorria seu corpo. Mal conseguia esperar pela próxima página, pela próxima linha, pela próxima palavra que sairia da boca daquele tão estranho e extraordinário ser que habitava, agora, não apenas as folhas de um livro, mas também as de sua mente.

“- Esquecê-lo?!”

Prosseguiu o homem com sua voz grave e elegante, desviando por apenas um segundo o seu olhar do livro em suas mãos para encarar o rosto pálido do menino. Seu peito se encheu de orgulho ao confirmar que o pequeno estava tão envolvido com a história como ele estivera anos atrás, quando seu pai também lhe apresentara o livro em questão, e como, sabia bem, seu próprio pai quando seu avô fizera o mesmo.

“- Veja - explicou-me: - Considero o cérebro de um homem como sendo inicialmente um sótão vazio, que você deve mobiliar conforme tenha resolvido. Um tolo atulha-o com quanto traste vai encontrando à mão, de maneira que os conhecimentos de alguma utilidade para ele ficam soterrados, ou, na melhor das hipóteses, tão escondidos entre as demais coisas que lhe é difícil alcançá-los. Um trabalhador especializado, pelo contrário, é muito cuidadoso com o que leva para o sótão da sua cabeça. Não quererá mais nada além dos instrumentos que possam ajudar o seu trabalho; destes é que possui uma larga provisão, e todos na mais perfeita ordem. É um erro pensar que o dito quartinho tem paredes elásticas e pode ser distendido à vontade. Segundo as suas dimensões, há sempre um momento em que para cada nova entrada de conhecimento a gente esquece qualquer coisa que sabia antes. Conseqüentemente, é da maior importância não ter fatos inúteis ocupando o espaço dos úteis.”

O homem alargou ainda mais o sorriso ao observar as feições de seu filho. O menino parecia incrivelmente centrado, sério, focado em cada palavra, acenando com a cabeça ao termino de cada uma delas. Estava envolvido com a história do detetive de tal maneira que há bons minutos não piscava, deixando seus azulados e grandes olhos um tanto úmidos, apenas para não perder o livro de vista - mesmo com toda a sua dificuldade para ler. O que o pai do pequeno não imaginava, entretanto, é que seu filho não encarava aquela história apenas como um extraordinário romance policial com um dos melhores personagens já feitos, mas sim como um manual de como se portar, agir e, principalmente, pensar.

Franco não desconfiou nem quando, na manhã seguinte, Nico passou o dia na janela analisando as pessoas que passeavam distraidamente pela rua - mesmo que suas deduções estivessem, inúmeras vezes, certas.

•••

Esconder Nico de sua esposa e demais filhos não foi uma tarefa fácil. Como Franco era escritor geralmente trabalhava em casa e dificilmente arrumava desculpas para visitar o pequeno; sem falar em todas as despesas que ele dava com alimentação, fraudas e outras coisas. Sra. Turner foi quem aconselhou o rapaz a procurar emprego, sendo que, passada a tarefa difícil de convencê-lo, em seguida acabou se tornando bibliotecário - e para sua surpresa se apaixonou pela profissão, deixando sua esposa especialmente feliz. Provavelmente fora - juntamente a Sra. Turner, como já mencionado - o que possibilitara tantos anos de segredo.

Mas a verdade, como sempre, surge diante dos olhos dos enganados.

A desconfiança há muito tempo já habitava a mente da mulher de Franco , contudo, um fato não mais do que cotidiano foi o estopim para grandes decisões e mudanças. Nico estava sentado junto com seu pai em um banco de uma praça - era mais uma tentativa inútil do homem em fazer seu filho socializar com outras crianças - quando fora visto por sua esposa. Ela gritou e acusou “eu sabia que havia me traído, Franco ; mesmo depois de tudo, como foi capaz?”, mas fora Sra. Turner que mais uma vez cuidou da situação. Ela que havia ido comprar pipoca para o menino se intitulou como sua mãe e afirmou que Franco apenas estava lhe fazendo um favor.

Em silêncio, Nico apenas observava a discussão.

•••

18 de Fevereiro de 2003, Londres

"- A situação é insustentável, Sr. Franco . Desculpe-me dizê-lo, mas o senhor sabe que é a verdade. -" Sra. Turner parecia estranhamente agitada. Apesar de tentar manter suas palavras no mesmo tom sereno de sempre, um medo perceptível tomava conta de seu corpo. Franco , sentado em um canto qualquer, com as costas apoiadas na parede, estava completamente desolado. Ele sempre soube que um dia como aquele chegaria, mas agora que finalmente chegara não se sentia preparado para aquilo. Nico com toda a certeza era o mais singular dos filhos; não bastasse ser agora, um vampiro, ainda era frio e calado, como um psicopata deveria ser, mesmo que Franco nunca admitisse isso. Mas pouco importava sua esquisitice, ele era seu filho. Muito mais do que isso, na realidade: era seu melhor amigo, aquele que, mesmo sendo uma criança, sempre lhe apoiara. "- Tente entender Sr. Franco . Por favor, deixe-me levar Nico para o Acampamento. - Uma lágrima solitária correu pelo rosto do homem."

•••

Foi bastante chocante descobrir que aquela simpática senhora que cuidava de seu filho e que se tornou sua melhor amiga depois de tantos anos era também uma semideusa. No entanto, era um choque estranhamente bom. Encontrara com a mãe de Arthur apenas umas três vezes e desde então nunca mais teve qualquer contato com esse mundo mitológico. Saber, então, que seu filho teria a segurança de uma pessoa tão confiável e experiente como a Sra. Turner era um alívio e tanto. Pelo menos teria esse conforto ao saber que talvez nunca mais visse seu filho.

O que poucos sabiam sobre Franco era que ele possuía um tesouro - provavelmente apenas sua esposa e filhos tinham conhecimento do baú que o rapaz guardava na parte de baixo do guarda-roupa, mesmo que nem eles soubessem o que tinha lá dentro. Sabia-se, porém, que ele passava boas horas com o que tivesse lá dentro. “É o tesouro da minha família”, disse Franco abraçando o filho que parecia muito entediado com aquilo tudo. “E ninguém é mais minha família que você, meu filho”, sussurrou e prosseguiu “Eu tenho certeza que ele gostaria que você ficasse com isso”. Nico arregalou uma das sobrancelhas, estranhamente interessado.“São os diários de seu bisavô”.

•••

20 de abril de 2004, Diário de Nico.

Eu tive a honra de hoje conhecer a mais fantástica das pessoas, o Dr. Joseph Bell. Era um homem magro, vigoroso, com rosto agudo, nariz aquilino, olhos cinzentos penetrantes, ombros retos e um jeito sacudido de andar. A voz era esganiçada. Era um cirurgião muito capaz, mas seu ponto forte era a diagnose, não só de doenças, mas de ocupações e caracteres. Na minha frente, sem o auxílio de qualquer outra coisa se não seus sentidos, e mesmo sem tocá-lo, afirmou que um homem possuía uma inflamação no pâncreas ocasionado pelo abuso de bebidas alcoólicas que passou a ingerir após a traição de sua esposa.

Ele disse logo em seguida que “a maioria das pessoas vêem, mas não sabem observar” e todos ficaram completamente espantados e impressionados. Pergunto-me o quão melhor seria o mundo se houvessem mais pessoas com tamanha habilidade. Eu não sei, talvez… um detetive.

•••

Era bastante engraçado ler os diários de seu bisavô. Parecia que realmente tinha a oportunidade de conversar com ele e então conhecê-lo melhor, assim como o mundo em que vivia e as pessoas a sua volta. Surpreendeu-se bastante pelo fato de muitos dos personagens das histórias terem sido realmente baseadas em amigos, como o próprio Dr. Joseph Bell - muito provavelmente também um filho de Atena, pela inteligência e o olhar cinzento - que originou Sherlock Holmes; ou mesmo Violet Adler, amiga de infância de Conan Doyle que foi a inspiração para Irene Adler.

Na cabeça de Nico, o universo de Sherlock Holmes era como Conan Doyle queria ver sua vida refletida em um espelho. A admiração por seu professor, por exemplo, descrevendo-o sempre com os melhores adjetivos, querendo ser mais como ele - explicaria o porquê da insistência em querer matar Sherlock, não aguentando a fama daquele que ele gostaria de ser. Os sentimentos de seu bisavô estavam claros nos diários, não apenas nas palavras, mas pela forma como foram escritas – com mais força ou velocidade, com cuidado ou de forma desleixada. A curiosidade de Nico percorria também muito o nome de Violet, perguntando-se que tipo de mulher ela teria sido para que Sherlock, ou melhor, Conan Doyle, tenha a descrito como "A mulher”.

Os diários de seu bisavô eram seus solitários companheiros e sua única diversão.

Mesmo para Nico o Acampamento Meio-Sangue poderia inicialmente parecer um local divertido, sua decepção, entretanto, foi iminente. Semideuses, sátiros e até Quíron eram comum demais, como qualquer outra pessoa sem graça. Seus próprios irmãos, sempre se gabando pelo intelecto superior, pareciam lerdos demais aos seus olhos. Os dias ou mesmo as noites no acampamento não eram diferentes longe dele, pelo contrário, eram tão entediantes quanto. A diferença é que se tratava de um lugar útil, com muitos conhecimentos importantes – como a arte em combate e manuseio de armas.

As coisas só estava começando para Nico. Apesar de quase nunca estar errado, dessa vez ele estava. O destino começará a agir exatamente a partir de agora, e o garoto começará a sentir o gosto de ser um meio-sangue.
avatar
Nico Louvain H. Holmes
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 01/05/2013
Idade : 14
Localização : Floresta, praticando novas formas de vitória sobre o oponente

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Qua 1 Maio 2013 - 20:16

Nico Holmes, parabéns pela história muito informativa e pelo que vi com nenhum erro ortográfico. Gostei bastante, só tem dois problemas que eu notei como o fato de você ir para o acampamento que ficou vago, pois a Sra. Turner falou que você deveria ir e seu pai entregou os diários do bisavô, mas e dai? Não explicou se foi com ele ou só com ela, e o outro erro foi um certo desleixo de tempo. Poderia ter aumentado os anos que teve com certos acontecimentos que foram muito pela sua idade. Aprovado como filho de Hécate. Escolha seu item opcional aqui: http://heroisdoolimpoonline.forumeiros.com/t862-lista-de-armas-de-reclamacao




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ficha de reclamaçao

Mensagem por Lion Wolf em Qua 1 Maio 2013 - 21:37

Nome:
Lion Wolf
Idade:
15


Deus que quer ser reclamado:
Eros



Por que: Me identifico com Eros.


Personalidade:
Extrovertido, galante, amigável, sociável, corajoso e dramático


Narre como chegou no Acampamento:
Bem, eu sempre fui diferente das outras crianças, eu era super amigável minha família me adorava, meu pai era o mais calado de todos, acho que não gostava muito de min, mas sempre me tratou bem eu gostava dele mais, era estranho porque eu não tinha nada a ver com ele. Quando eu tinha 13 anos eu conheci meu melhor amigo Caio ele era alto, mais velho que eu 1 ano tinha cabelos castanhos encaracolados, sempre usava uma boina verde e marrom e andava de muletas, um vez eu perguntei por que ele andava de muletas ele me falo que nasceu assim, eu tinha pena por ele, todos caçoavam dele por ser daquele jeito mais eu sempre o ajudava. Quando eu fiz o aniversario de 15 anos ele me disse que as coisas iriam mudar eu não entendi direito o que ele quis dizer mais deixei pra lá, mau sabia que iria mudar mesmo, na escola eu era popular mais não tinha amigos que nem o Caio, ele era meu amigo de verdade.
Certa vez tínhamos ido ao parque de diversão e fomos atacados por uma fúria na torre de observação ela veio voando e quebro o vidro de proteção e voou até nós me derrubando no chão Caio pegou uma espada prateada e tentou atacar a fúria, eu quando vi ele correndo até ela me assustei e com ele correndo até ela pelo fato de que ele era manco, mais a fúria era bem maior que ele suas garras poderiam acabar com ele facilmente, mais ele era ágil e parecia saber lutar muito bem, mais ela ainda ela grande Caio tentou acertá-la com a espada mais ela pegou no seu braço e jogou ele longe, eu me levantei e corri até caio ele estava desacordado com um galo na parte de trás da cabeça a fúria veio na minha direção voando rapidamente e me arranhou no braço direito, eu pulei de lado segurando meu braço, corri para pegar a espada de de caio, a fúria veio atras de min eu peguei a espada e cortei uma das asas da fúria quando ela ia me atacar agora estava de igual pra igual ela veio até min com suas garras do tamanho de facas, eu estava tremendo eu não sabia o por que dela estar me atacando e estava muito confuso por ver meu amigo correr como se nunca fosse manco, eu corri até a fúria e cravei a espada no seu peito e ela deu um grito de dor e desapareceu em uma poeira esverdeada, eu estava tão assustado que deixei a espada cair e me virei tinha uma duzia de pessoas me olhando perplexas e até que uma mulher interrompeu o silencio gritando
- ele matou aquela mulher corram!
Eu fiquei totalmente confuso, tipo que mulher eu matei, eu acabei de matar um monstro agora, ela vê uma mulher. eu corri até caio tentando acorda-lo ele abriu os olhos olhos, e se assustou cade a aquela fúria nós precisando sair da qui agora ele olhou em volta as pessoas nos olhando, e disse.
- é precisamos mesmo. Corremos para o elevador mais tinha dois policiais lá dentro então fomos para a escada descemos o mais rápido que podíamos, os policiais nos seguindo, bem eu ainda estava confuso pelo fato de caio ter deixado as muletas pra traz, nós descemos até o patio da torre, e corremos até a minha casa que não era tão longe, chegamos lá, caio entrou comigo em casa e disse para minha mãe que eu iria ter que ir para o acampamento, meu pai estava na cozinha ele ouviu e veio até min perguntando o que aconteceu, eu disse que tínhamos sido atacados, ele fico com uma cara de preocupação, ele me perguntou por que fomos atacados e e por quem.
caio nos interrompeu, me chamando para ir ao acampamento, eu perguntei que acampamento e por que aquela coisa tinha atacado a gente, ele me respondeu que tudo ia se explicar no acampamento, mais eu disse que não queria ir, minha mãe falo que era por culpa do meu pai, eu olhei para ele e pergunte por que o que você fez, minha mãe me interrompeu ele não é seu pai de verdade seu pai é um deus.
caio e eu seguimos a noite para o acampamento e lá descobri tudo que precisava saber, sobre os deuses e quem meu pai era, eu fui pesquisar, e acabei me deparando com a historia de Eros, e percebi que ele era muito parecido comigo eu então achei que ele era meu pai e fiquei muito feliz, então corri para uma fogueira e fiz uma oração para ele.


Arma de reclamaçã: - Sapphire Sword [Um anel de prata com uma pedra de safira no seu centro. Assim que é retirado do dedo e sua pedra é pressionada, transforma-se em uma espada de 1, 50 cm de comprimento. A lâmina é azul e o punho feito de prata. É tão belo que tem a capacidade de deixar o oponente distraído]{Item Obrigatório}
avatar
Lion Wolf
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 01/05/2013

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Seja Reclamado

Mensagem por Polly H. Simpson em Seg 13 Maio 2013 - 19:50

Nome: Pollyana Hayler Simpson

Mãe: Afrodite/Aphrodite/Vênus - Deusa do amor e da beleza mitológico.

Por Que?: Admiro muito Afrodite pelo seu jeito, sua beleza e sua atitude. É uma deusa com beleza pura, com atitude de uma verdadeira mulher e um jeito delicado.. Além disso é uma deusa poderosa que depois disso tudo tem um lado amoroso que me faz identificar com ela.

História: Polly nasceu em Manhattan e morou lá com seu pai, sua irmã e madrasta numa Mansão, mas acabaram se mudando para Nova York onde comprou uma casa humilde e mora até hoje. No primeiro dia de aula na nova escola, Polly não se intimidou muito com as meninas de lá por terem inveja dela, mas encontrou uma menina que se chamava Alexia e que tinha um amigo cadeirante que se chamava Aquileus. Elas viraram simplesmente amigas e sempre que conversavam, Aquileus olhava intensamente para Polly o tempo inteiro, admirando-a pela beleza tanto que achava ser filha de Afrodite mas contudo sempre se manteve discreto. Certo dia, Polly estava sendo observada por uma
mulher com cabelos loiros encantadores, pele suave e uns lábios mais vermelhos que uma rosa se desabrochando, Polly ficou assustada com a mulher e se distanciou, mas a mulher continuava a observá-la cada passo que ela andava, então Polly tomou coragem e se aproximou da mulher, mas ao tentar se aproximar algo chamou a sua atenção que foi uma pequena pétala de rosa que apareceria de seu palmo direito, e ao voltar a ver a mulher, ela não estava mais lá e ao ver o céu, estaria cheio de pombos brancos voando encantadoramente, Polly abriria um sorriso e seguiria até a sua casa.
No dia seguinte, Polly contou oque havia acontecido no dia anterior para a dupla, Aquileus tinha certeza de quem seria a mulher mas não comentou nada apenas fez um olhar preocupante e temido. Polly ao ver o olhar de Aquileus, perguntou:
- Oquê aconteceu Aquileus? Você está tão estranho.
O mesmo sem oque dizer, apenas respondeu.
- Eu apenas estava pensando nessa mulher, mas nada.
Polly sabia que haveria algo por trás daquilo, pois desde o começo Aquileus a encarava de um jeito discreto, então disse:
- Não me esconda nada Leus, por mim.. Diga tudo.
Pelo apelido, Polly tentou fazer com que ele contasse sobre oque estaria acontecendo, o garoto com o pedido da mesma contou.
- Polly é que, essa mulher eu acho que sei quem é mas não posso dizer..
Polly já impaciente, disse em um tom firme e claro:
- Aquileus, me diga oque está acontecendo.
Alexia falou:
- Vou deixar os dois conversarem, não quero atrapalhar.
Se retirou do local, indo para bem longe dali.
Aquileus puxou Polly pelos braços, ainda na cadeira de rodas a levando até a casa da garota. Ao chegar no local, falou com o pai de Polly, calmo já que se conheciam discretamente.
- Senhor Simpson, acredito que seja a hora de Polly ir para o '' Acâmpamento Meio-Sangue '', sei que é a hora.
Disse Aquileus tremendo. O pai de Polly puxou-a até o quarto da garota e ordenou que coloca-se algumas roupas dentro da bolsa, ela sem entender fez oque o pai mandou e disse.
- Pai, oque é esse Acâmpamento? Como você conhece o Aquileus?
O pai sem responder a garota, correu com ela até o carro na garagem e partiu dali até o Acâmpamento Meio-Sangue também acompanhado de Aquileus.
Na madrugada ao chegar no Acâmpamento, se despediu do pai e adentrou no Acâmpamento com sua beleza intocável e seu cheiro exalando por onde passava. kiss
avatar
Polly H. Simpson
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 4
Data de inscrição : 13/05/2013
Idade : 19
Localização : Acâmpamento Meio-Sangue ♥ Chalé X

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Evelin.Ly em Seg 13 Maio 2013 - 20:55

Nome: Evelin Lyise (11 anos).

Mãe/Pai: Atena, Minerva, Athena – Deusa da Sabedoria, estratégia de batalha, artes, justiça.

Por quê? Escolhi ser Filha de Atena, pois sempre me senti “próxima a ela”. Gostaria de passar isso para a minha personagem.

História: Era uma... Não, em um dia de... Ah, acho melhor começar logo! Havia uma menina, nascida exatamente no Pôr do Sol, chamada Evelin Lyise. Possuía pele morena, típico de onde era nascida, olhos acinzentados, apesar de que se pareciam por castanhos e, não se sabe o motivo, uma pequena marca de nascença em forma de coruja no joelho esquerdo.

Vivia em uma humilde casa, em um local conhecido por “Brasil”. Mesmo assim, nunca chegou a ter muita “afeição” ás praias, preferindo explorar locais desconhecidos, como densas florestas ou pequenos vales. Algo que diferenciava Evelin as outras crianças era certa sabedoria, sempre gostando de aprender e descobrir coisas novas. “Saciar sua curiosidade”, como ela sempre diz.

Aos onze anos, coisas estranhas começaram a acontecer. Um exemplo disso foi que, em uma noite, seu pai, Sauron, estava muito inquieto, o que era estranho, pois ele sempre fora calmo e tranquilo. Logo, Evelin começou a ouvir “rugidos” estranhos, vindos de toda a parte. Desejou, no momento, que pudesse ir ver o que era, mas também podia sentir o perigo, achando melhor não se arriscar.

Como se lesse seus pensamentos, uma coruja apareceu dentro de seu quarto, jogando uma lança em suas mãos e desaparecendo em seguida, como um vulto. Fitou a lança, um tanto curta, mas bem afiada. Resolveu que se existia algo que pudesse deter aquela coisa, seria tal lança. Caminhou até o porão da casa, fitando uma pequena figura, que produzia um chiado intenso.
Imóvel, sem que o “monstro” a percebesse, ela pode ver quais eram seus pontos fracos, atirando a lança com uma precisão estranha em algum local do ser, que explodiu em chamas, aterrorizando e alegrando Evelin.

Assim que chegou ao andar de cima, contou o ocorrido para seu pai, que a puxou pelo braço e foi em direção ao carro... Algumas horas depois ela finalmente descobriu: Estava sendo levada para o Acampamento, mais conhecido como “Acampamento Meio Sangue”.

Lá, aprenderia o que tanto queria, e conseguiria desvendar os mistérios sobre si mesma, com o preço de ter de abandonar seu pai.

Spoiler:
Bom.. Desculpe se ficou muito pequeno (Apenas 343 palavras, a História de Vida)
* O monstro era bem pequeno, nada comparado a Cíclopes ou Minotauros.

Evelin.Ly
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 13/05/2013
Idade : 17

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Qui 16 Maio 2013 - 23:08

Lion Wolf, está reprovado por motivos já explicados pelo mesmo quando postou o teste.

Polly, sua história foi ... boa no geral, mas confusa no fim pela conversa, mas passou mesmo assim. Bem vinda filha de Afrodite e escolha sua arma opcional no link: http://heroisdoolimpoonline.forumeiros.com/t862-lista-de-armas-de-reclamacao

Evelin, sua luta foi confusa como se fosse algo imaginário e nada real. Foi como se dissesse: "A coruja deixou a lança comigo, foi até aquilo que chiava e matei." Leia alguns testes e veja se te ajuda a melhorar nessa área.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Ter 21 Maio 2013 - 21:21

Nome
Hiregor beletti
pai/mae
hefesto
Por que
sempre que me vejo em situaçoes nas quais e preciso pensar eu consigo improvisar algo tenho varios projetos tambem mas me falta material
historia
Eu estava na escola e sou fascinado pela mitologia grega (mesmo quando o meu professor so fala de roma) la descobri que tem outro aluno que se identifica com hefesto adoro estudar algumas materia outras pessoas diriam que eu me identificaria com atena.
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Ter 21 Maio 2013 - 21:27

Tambem sou muito bom com arco e flecha e nao ligo para o calor desde que nao seja muito intenso
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Qua 22 Maio 2013 - 0:14

Teste reprovado! Motivos: História curta, mau uso da ortografia.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Qua 22 Maio 2013 - 12:02

Pagina 9
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Qua 22 Maio 2013 - 12:09

Então vou tentar novamente é que não sou muito bom com as palavras
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Qua 22 Maio 2013 - 12:19

Nome:Hiregor Beletti.

Pai/Mãe:Hefesto.

Porque:Sou muito bom com materiais sempre tenho bons projetos na cabeça.

História:Um dia eu estava viajando quando avistei um vulto na estrada ai eu pensei:
_Bom deve ser algum animal.
Mas quando olhei direito vi que era mentade homem metade bode.
Alguns dias depois eu rencontrei esse vulto na escola ele falou algo sobre a mitologia grega ser real eu (mesmo sendo fascinado por ela) não acreditei mas ai começaram a acontecer coisas estranhas na escola por exemplo:Uma menina me contou que viu um olho preto na tampa do vaso sanitário e ele estava cantando.Tambem tem o estranho fato de que eu não sinto frio se eu sentir é coisa rara.
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Qua 22 Maio 2013 - 12:20

Desculpem mas antes eu estava com vergonha de contar a minha história e quanto aos erros de ortografia eu não estoava usando o computador e sim meu celular
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Qua 22 Maio 2013 - 23:03

Teste ainda reprovado por ter a história curta demais.

Obs: Não precisa se explicar tanto, mas se for explicar algo como erros ou detalhes do teste, poste tudo junto como puder porque ficar vários posts seus sendo que dentre eles um é que é o teste mesmo. É só um toque, to tentando ajudar como posso.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Qui 23 Maio 2013 - 16:55

Obrigado é que as linhas do celular são diferentes das do computador e a história é curta pois é somente um resumo
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Sex 24 Maio 2013 - 12:28

Quando eu completei 12 anos de idade fui viajar para uma das cidades vizinhas na viajem de ida estava tudo bem até que no meio da estrada apareceu um vulto para mim era um animal e parecia que a minha vó não tinha visto nada então quando passamos perto pensei ter ouvido ele dizer o meu nome assim:
_Hiregor.Hiregor

Foi estranho pois não tinha saido som de sua boca era como se eu o tivesse escutado com a mente mas para mim era apenas um animal comum.Um ano depois disso ter acontecido euu estava na escola e minha colega disse ter visto um olho preto cantando na tampa do vaso sanitário e alguns minutos depois quando eu subi na classe vi a cara de uma mulher desenhada no chão as palavras saiam de sua boca mas não tinham som e (mais tarde) percebi que ela dizia meu nome no outro dia achei estranho pois o desenho da cara avia desaparecido.
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por hiregor em Sex 24 Maio 2013 - 16:28

Nome:Hiregor Beletti.

Pai/mãe:hefesto.

Porque:Porque sou bom com materiais.

História:Quando eu completei 12 anos de idade fui viajar para uma das cidades vizinhas na viajem de ida estava tudo bem até que no meio da estrada apareceu um vulto para mim era um animal e parecia que a minha vó não tinha visto nada então quando passamos perto pensei ter ouvido ele dizer o meu nome assim: _Hiregor.Hiregor

Foi estranho pois não tinha saido som de sua boca era como se eu o tivesse escutado com a mente mas para mim era apenas um animal comum.Um ano depois disso ter acontecido euu estava na escola e minha colega disse ter visto um olho preto cantando na tampa do vaso sanitário e alguns minutos depois quando eu subi na classe vi a cara de uma mulher desenhada no chão as palavras saiam de sua boca mas não tinham som e (mais tarde) percebi que ela dizia meu nome no outro dia achei estranho pois o desenho da cara avia desaparecido.
avatar
hiregor
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 13
Data de inscrição : 21/05/2013
Idade : 17
Localização : guaira

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário http://androworld.webode.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Jardel Heavensbee em Sab 1 Jun 2013 - 19:25

Nome: Jardel Heavensbee

Pai/mãe: Deméter

Por Que: Porque me identifico com o seu poder, gosto das plantas, tenho como hoobie ficar observando plantas e animais. E meu elemento é a natureza.

Historia: - Acorda! Tá na hora de ir pra escola!
- Pai, eu tenho celular com despertador pra isso!
E com esse sensível bom dia, eu desperto dos meus sonhos para mais um dia enfadonho da minha vida.
- Tchau filho, lembre-se de quando terminar a aula, vir direto para casa.
- Sabe pai, já tenho sou grande o suficiente para que essa sua frase diária n seja necessária.
- Não custa nada lembrar; E lembre de fazer seus dev...
- Tchau pai!!!!
Logo após a sua saída fico parado, meditando um pouco no silêncio da casa. E nesse fluxo de pensamentos, vem a minha cabeça a possibilidade de fazer uma visita à um zoologico que tem aqui perto e que nunca tive tempo de ir.
- Parece que hoje finalmente irei aceitar o convite do Cato para ir lá.

- É sério mesmo? Você vai hoje ao nosso zoológico? Que legal!
- Menos Cato, nem fique tão animado, só vou lá mesmo para contradizer um pouco meu pai.
- Mas você gosta de lá.
- Tem razão, eu acho que gosto mesmo. Na verdade lá eu sinto como se estivesse em casa.

Chegando lá tenho minha reação normal , alegria, felicidade, entusiasmo e exacerbação da minha alma.
- Oi Jardel!
- Oi Cato, alguma novidade por aqui?
- Sim, hoje vai ter uma palestra sobre insetos.
- Nossa, que legal, vou lá dar uma passadinha para ver, me interesso bastante pelo assunto.

- Então essas são as principais características das abelhas. Falou o Dr. Hawthorne.
Nesse momento ouço um zumbido que chama a minha atenção.
Não sei por qual motivo decido ir ao local do zumbido

- Então finalmente você caiu na minha armadilha. Nesse instante sinto um frio percorrer todo o meu corpo ao perceber que tem alguém com uma faca na minha garganta.
- Me solta! Quem é você. Fico inutilmente tentando me libertar.
- Estou decepcionado, não reconhece mais a voz do seu pai?
- Pai? O que o senhor está tentando fazer?
- Idiota, eu não sou seu pai sou uma fúria disfarçada.
- Uma fúria? Então eu ouço um grito distante.
- Se abaixa!
Instintivamente eu me abaixo e sinto a mão do "meu pai" afrouxar o aperto ao receber o golpe com o galho. E consigo finalmente me libertar; Corro para perto do Cato que fica na minha frente enquanto da antiga forma do meu pai surge um ser monstruoso que se diz denominar por fúria.
- O que você fez com meu pai? Pergunto numa explosão de raiva ao ver a cena.
- Eu matei seu pai pouco antes de você completar dois anos, para assim eu poder ter você nas minhas mãos, e impedir que você desenvolvesse suas habilidades. E agora que descobriu meu disfarce terei que acabar com você de uma vez por todas.
- Não se eu puder impedir!
- O que você jovem sátiro acha que poderia fazer para salva-lo?
- Isso!
E ao dizer isso Cato lança-se em direção à fúria. Mas é impelido em direção às árvores pelas suas garras.
- Agora somos só você e eu pequeno semideus.
Me encolho na árvore em que estou ao perceber que a fúria se aproxima com o objetivo de findar a minha vida. Nesse momento ouço novamente um zumbido de abelhas. E percebo que a fúria para enquanto está sendo atacada por milhares de abelhas, era como se todas elas estivessem reunidas para me ajudar... ou seria impressão minha.
Não tenho tempo para completar a minha linha de raciocínio pois sou puxado de volta à realidade com Cato me puxando.
- Vamos! Precisamos sair daqui agora enquanto ela está ocupada.
- Mas para aonde iremos?
- Não tenho tempo para te explicar agora, apenas vamos.
avatar
Jardel Heavensbee
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 3
Data de inscrição : 01/06/2013
Idade : 17
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Dom 2 Jun 2013 - 0:58

hiregor, reprovado.

Jardel, aprovado como filho de Deméter. Um único defeito que eu achei no seu teste que é falta de introdução que dá origem pras falas, porque só separar não ajuda tanto quanto uma introdução. Mais uma coisa, escolha um avatar não registrado ainda e coloque uma foto 200x400. Escolha uma arma opcional nesse link: http://heroisdoolimpoonline.forumeiros.com/t862-lista-de-armas-de-reclamacao




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Arthur Chase em Dom 16 Jun 2013 - 21:20

Nome: Arthur Chase

Pai/Mãe: Atena


studyPor Que: Me identifico com ela porquê gosto muito de livros e gosto de ser sabichão.



História: 
   Era uma tarde chuvosa de segunda-feira eu estava voltando da biblioteca e tinha esquecido o guarda-chuva no meu armário, e a escola já havia fechado. Olhando para o tempo percebi que o faxineiro da minha escola estava vindo na minha direção com uma sombrinha e chegando mais perto ele falou:

— Vem vou te levar para sua casa.

    Eu fui sem pedir duas vezes, ele foi conversando algo sobre deuses gregos e sobre conversarmos com meu pai George Chase para me levar para um acampamento de verão, quando chegamos na minha casa o faxineiro que se chamava Grover foi direto falar com meu pai:
— Posso falar um minutinho com o senhor em particular?


— Claro — Disse George — Arthur vai pro seu quarto por favor!

    Imediatamente corri para o meu quarto, e soube que já deveria arrumar uma mochila com minhas coisas, então quando meu pai me chamou na sala para me explicar que eu era um semideus achei que seria uma pegadinha ou uma brincadeira, mas percebi em seus olhos que se tratava de algo sério, então ele falou:

— Filho, você  já aprendeu sobre os antigos deuses e a gerecia antiga, então os sátiros que eu te contava nas historias são reais, os deuses são reais, toda a "mitologia grega" na verdade são reais!.

Grover tirou suas calças e percebi que ele tinha pernas de bode.

Filho — disse George —  você vai para um acampamento, onde semideuses como você vivem, e esse sátiro veio te buscar para poder te levar para Long Island.
Ele não precisou dar mais explicações eu suspeitava que era muito esquisito minha mãe ter desaparecido desse jeito, então eu abracei meu pai e o Grover me levou para um táxi feito de cinzas com umas irmas com um olho e um dente, era estranho mas quando chegamos no acampamento fui recebido muito bem, me contaram sobre meu pai ou mãe divino(a) me reclamar essa noite na fogueira.
avatar
Arthur Chase
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 1
Data de inscrição : 01/03/2013
Idade : 21
Localização : Nova York

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Sab 20 Jul 2013 - 16:25

Arthur, reprovado. Mal formulação do teste e mal elaborado ainda mais para um filho de Athena.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Claire Rivers em Sab 21 Set 2013 - 23:46


Nome: 
Claire Rivers


Pai/mãe: 
Gostaria de me candidatar a ninfa aquática. (Sei que o grupo não existe, mas gostaria de me candidatar.)


Por Que: 
Não me identifico o suficiente com os deuses que tem ligações com a água, apesar de ter grande afinidade com o elemento. Prefiro ser uma náiade, um livre espírito da natureza.


Historia: 
Claire fora criada durante uma grande tempestade que ocorreu no acampamento em 1995, sendo recebida por suas irmãs de imediato. Ela estava assustada e com medo dos trovões, o que desenvolveu uma fobia que dura até os dias de hoje. Suas irmãs a ensinaram a trançar e montar cestas, arrumar seu cabelo, cantar e se tornar invisível na água, além de ensina-la tudo sobre plantas aquáticas e peixes de água doce que existiam no rio, mas como era muito tímida, não conseguia evitar se esconder na presença de semideuses. Depois de alguns anos, ela se tornou muito simpática, e costumava ajudar semi-deuses a aprender a nadar, dicas sobre canoagem, e até ajudando nos testes de canoagem (apesar de Quíron não aprovar), além de montagem de cestas e até em aulas de canto, mas ainda costuma ficar tímida com elogios e quando está nervosa com alguma coisa, começa a fazer nós com plantas aquáticas. Ela cresceu, se tornou uma bela náiade, e passa a maioria do tempo cantando e escovando seus cabelos, enfeitando seu cabelo com as mais diversas flores sentada em alguma pedra do rio, ou tentando seduzir algum semideus que chegue perto demais.

Claire tem cabelos loiros quase brancos, ficando praticamente invisíveis quando ela esta na água e parecendo estar sempre em um movimento calma, como ondulações de um lago. Sua pele é tão branca que as vezes oscilava para o azul. Sua aparência é frágil, mas tem o corpo bem definido e é forte o bastante para puxar alguém para o rio. Seus grandes olhos são azuis claros, ficando mais claros ou escuros de acordo com o humor da náiade. Sempre está vestida com um vestido azul-claro no estilo grego.

avatar
Claire Rivers
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 21/09/2013
Idade : 22

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Thanatos em Sab 26 Out 2013 - 14:51

Não foi reprovada em si, mas não tem o grupo em questão.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por angelo brayne em Qui 9 Jan 2014 - 10:24

Nome:angelo brayne
Pai/mãe:hermes
Por Que:hermes e o deus que eu mais gosto e um deus que eu mais me identifico eu sou rapido esperto e as vezes travesso tambem
Historia:eu vivia num orfanato por causa que minha mãe morreu e meu pai não conheci eu descobri ser semi-deus quando fui atacado por um minotauro durante um passeio o diretor me pegou e me levou pro carro eu perguntei que monstro era aquele ele não respondeu ficou calado e ai quando chegamos no meu destino eu olhei pra cima numa entrada escrito meio-sangue quando eu ia falar pro diretor do orfanato por que tinha me trazido aqui ele tinha desaparecido
avatar
angelo brayne
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 2
Data de inscrição : 08/01/2014

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Seja Reclamado

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 6 de 7 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum