Treinos de Espada e Escudo, etc

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Thanatos em Dom 26 Ago 2012 - 10:36

Aqui serão postados os treinos de Espada e escudo ou outras armas de combate direto a partir de agora.

Código:
Regras:

Pode usar uma faca ou adaga de arremesso para finalizar com um boneco.
A cada 20 linhas sem erros se ganha 1 nível e 100 dracmas.
Se o treino for bom mesmo, o deus pode dar uma arma com UM EFEITO tipo choque quando encostar no oponente ou se inflamar quando atingir o oponente.
Nada de ataquei fulano na costela com a espada e ele ficou sangrando muito, pois o fulano/adversário pode se defender e te atacar também.
Caso lute com bonecos, imagine que são guerreiros ou monstros, pois é muito fácil dar alguns golpes no boneco e deixar apenas palha espalhada na arena como se o inimigo real fosse fazer isso também.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

RE :Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por juniorecoo em Ter 28 Ago 2012 - 12:10

Tinha acabado de chegar no acampamento e ja estava em uma aula com espadas e escudos , o professor me insinou a pegar na espada e no escudo foi muito dificil porque era muito pesado ,tentei me esforçar o maximo derepente o professor veio pra cima com um ataque e o mesmo olhar que a ''Equidna'', defendi com o meu escudo pesado , logo veio o segundo ataque
levantei minha espada e ataquei mais ele defendeu muito bem rolei para o lado direito já estava muito cansado então a mesma coisa aconteceu ,meu ossos queimavão ,denovo meu pensamento ficou mais rapido percebi que a espada e o escudo não era mais pesado como antes ,então eu fui em direçao do meu professor senti uma raiva que eu não podia esplicar ,dei uma investida com minha espada com tanta força que a minha espada quebrou, pensei ferrou ,ele vai me matar lembrei do monstro ,ele tirou uma faquinha e veio muito rapido , tentei me defender com o escudo mais ele deu um chute , acho que foi de ''taekwondo '' que jogou meu escudo longe ele me deu uma facada no meu rosto .
confeso que doeu ,coloquei a mão no meu rosto e vi o meu sangue ele estava brilhando me virei para o professor o lhei para minha espada estava a uns 10 metros de mim sabia que o professor corria muito e era muito habilidoso com as armas e minha espada estava quebrada nao tinha ecapatoria. nunca tinha apanhado tanto na minha vida ,ele disse essa foi a nossa primeira aula amanham eu vou lutar serio . ok juniorecoo eu disse ok . então essa foi a minha primeira aula com armas .
avatar
juniorecoo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 18/08/2012
Idade : 20
Localização : niteroi , RIO de janeiro , Brasil

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Éolo em Ter 28 Ago 2012 - 15:07

ATT ~> 1 LvL e 100 Dracmas



SkyDragon
Player Iniciante • Me Gusta :3 

A verdadeira força, vem de dentro !
avatar
Éolo
Campista Profissional
Campista Profissional

Mensagens : 176
Data de inscrição : 10/07/2011

Ficha do Meio Sangue
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Jon Connington em Dom 9 Set 2012 - 10:04

Meu primeiro dia no Acampamento Meio-sangue. O local é incrível, com muitos semi-deuses, criaturas mitológicas e muitas coisas interessantes. Quíron disse para começar com o básico: Treinamento. Um sátiro iria ser meu tutor nesse primeiro dia, somente para tirar minhas dúvidas.

Chego à arena e ele já estava lá. Entramos e logo vejo a arena preparada com vários fantoches personalizados: São daqueles fantoches que movem os braços em sentido horário e anti-horário. Em uma mão eles empunham escudo e na outra uma espada.
- Jon, seu treino hoje será simples – Ele diz – Sua especialidade como filho de Thanatos é com a foice. Portanto, use-a para destruir aqueles fantoches. Não tenha receio, pois depois serão reconstruídos – Ele me olha e pensa um pouco – Os braços foram feitos para simular lutas de verdade, ou seja, terá que desviar e pode até errar os golpes, acertando no escudo ou espada. Entendeu?
- Sim senhor – respondi.
- Muito bem. Primeiro vamos ver como usa a foice. Pegue-a.

Pego meu Ipod e faço-o mostrar sua verdadeira forma. Um cabo surge em meu punho, e ele começa a crescer, até atingir cerca de um metro e cinqüenta. E no topo uma lâmina começa a surgir, ficando curva, com quarenta centímetros de ferro negro. Minha Foice. Giro o cabo duas vezes no pulso, era uma arma relativamente leve.
- Bom. Agora vamos ver. Desfira um golpe horizontal e um vertical no ar. Assim – ele pega um bastão de madeira e faz um corte horizontal, seguido de um vertical firmemente feito.
Empunho a foice e corto o ar na horizontal, mas quase deixo minha arma cair na vertical.
- Segure firmemente a foice. Façamos assim, use as duas mãos, somente para ficar mais fácil. No futuro conseguirá empunha-la somente com uma mão facilmente.
Faço o que ele diz. Seguro a arma com as duas mãos. Sentia mais firmeza assim. Novamente tento cortar na horizontal e vertical. Consigo muito bem, deixando a arma firme, com cortes suaves e retos.
- Isso mesmo. Pratique mais um pouco. Agora corte em todos os ângulos.

Assim faço. Corto da direita para a esquerda, da esquerda para a direita. De cima para baixo e de baixo para cima. Faço isso mais algumas vezes e sinto certo desconforto nos braços, mas nada demais. Continuo cortando o ar ao meu redor, agora com mais firmeza e velocidade, mas ainda seriam golpes fracos.
- Tudo bem, chega – diz o sátiro – Agora. Vamos testar com aqueles fantoche. Comece.

Vou andando até o primeiro fantoche. Ele roda os braços uma vez em cada sentido, uma pra direita outra pra esquerda, e volta do começo. Levanto a foice e tento corta-lo, mas sua espada tira minha lâmina do caminho e quase a deixo cair. Cambaleio para o lado, mas logo volto ao meu posto. Giro a lâmina e tento cortar o espantalho novamente, mas agora seu escudo repele a arma. Mas giro para a direita e consigo dar um leve corte no ombro, fazendo palha jorrar da ferida. Devido ao corte, o braço que empunhava o escuda se inclina levemente para baixo. Giro a arma ao redor do corpo e atinjo o cabo no peito do espantalho, fazendo-o cambalear. Dou um salto, desvio a espada dele, quebrando-a – agora vi que era feita de madeira -. Desço a lâmina e corto a garganta do espantalho, fazendo sua cabeça ficar caída em seu ombro. Sorri vendo isso

- Bom... Vamos dificultar. Agora terá de combater outro espantalho, enquanto discos de bronze são atirados contra você.

Sem esperar resposta, três caixas com três aberturas, cada, de dez centímetros de largura e três de comprimento, surgem. Uma atrás de mim, e uma de cada lado. Olho com desconfiança e logo vejo que da que estava á direita atira um disco, ele voa rasgando o ar ao seu redor. Com um reflexo impressionante, minha foice se abaixa e a lâmina se choca contra o disco, fazendo-o se enterrar á parede a dez metros de distância.
- Você está louco? – pergunto gritando
- Se acha isso difícil, espere até ver um grande e monstruoso Cérbero tentando te matar. Isso sim é assustador.
- Não estou com medo! Eu não tenho medo! – sinto uma fúria interna em explodindo em meu peito. Odeio quando me subestimam, odeio quando duvidam de mim e de minhas capacidades. Iria mostrar a ele que não deveria fazer isso.

Rolo e sem querer desvio de outro disco. Tento cortar o fantoche, mas ele desvia minha foice com o escudo e me atinge com a espada de madeira. O golpe somente faz meu rosto sair do foco, indo para o lado, dando um leve incomodo ardente. Bato na perna do fantoche com o cabo da foice. Se fosse uma pessoa poderia desequilibrá-lo. Ouço um disco vindo, estridente, em minha direção. Abaixo meu corpo com o instinto Semi-deus e o disco corta as entranhas do fantoche. Aproveito que estou abaixado e empurro meu corpo contra o dele, jogando-o ao solo. Pulo sobre seu corpo e corto seu peito, fazendo um “X” do ombro a cintura.
Dois discos vinham em minha direção. Rápidos e perto demais. Lembro-me de um filme em que o ator principal fora picado por uma aranha geneticamente modificada. Ele conseguia saltar muito alto e desviar de seus inimigos. Talvez eu não pudesse saltar tão alto... Mas... Impulsiono minhas forças nas pernas, abaixo o corpo e dou um salto. Os discos provavelmente cortariam minhas pernas, próximo à Tíbia. Portanto, o salto fora de quase um metro e desviei facilmente dos discos.
Corro em direção ao próximo fantoche. Restavam três, com esse. Mas esse era diferente, empunhava um escudo bem maior e uma espada de Bronze. Desvio a lâmina dele, bato em seu escudo, fazendo lascas saírem do objeto. Dou-lhe um chute no joelho e movo o corpo para trás, para desviar da espada. Sinto uma dor cega em minha perna esquerda e caio sobre o joelho direito. Olho para o local e vejo sangue escorrendo. Um disco me cortara. Mas o golpe fora de raspão, menos mal. Consigo me levantar, sentindo uma ardência forte no local. Levanto a foice no momento em que o escudo bateria em meu rosto, desviando-o. Cravo a foice em seu braço e o arranco com tamanha frieza, que palha explode para todos os lados. Seguro seu braço da espada e cravo a foice em sua garganta, abrindo-o até a virilha.
Vou para o próximo, sem discos me perturbando. Quando estou a dois metros dele, rolo, indo para trás do mesmo. Salto em suas costas e vejo um disco vindo em direção ao boneco. Dou um salto, cortando suas costas com a foice. Caio no chão e vejo o disco atravessar seu peito, saindo pelas costas e se chocando contra a parede. Vou para frente dele e atinjo uma estocada com o ombro em seu estômago, em seguida o corto com a foice, penetrando-a em seu coração. Jogo-o no chão e corto-o ao meio.
Agora o último. Esse empunhava uma espada negra, Ferro Estígio e um escudo do mesmo material. Usava um elmo e uma camisa de couro fervido. Corro rapidamente até ele e tento atingi-lo com a foice, mas ele é bem rápido e desvia minha lâmina. Tento outro golpe, mas agora seu escudo defende. Ouço um disco vindo, viro-me e vejo três. Desvio um com a foice, em seguida vou para o lado e desvio de outro. Dou um salto, e sou atingido pela espada do fantoche. Caio no chão e o disco corta-me no ombro. Sinto bastante dor, pois o disco se alojara no local, não profundamente, mas meu sangue jorrava para fora. Olho o disco e o retiro de minha carne. Grito de dor. Não poderia parar agora, o fantoche ainda estava ali. Se fosse uma situação real, meu inimigo já poderia ter me matado. Atiro o disco em seu peito, mas o material se aloja no couro, não dando dano algum. Dou uma rasteira nele e seu escudo voa longe. Tento ir para cima dele, mas outro disco me corta agora na coxa, quando caio, a espada dele me corta no braço, deixando minha foice cair. Sinto muita dor agora.
Desvio de sua lâmina e pego minha foice, com dificuldade, arquejando e com sangue por todos os lados. Abaixo a lâmina em seu estômago, cortando couro e palha, rasgando-o, mas ele continua se movendo. Atinjo um chute em sua cabeça e seu elmo cai. Acerto o cabo no meio de seus olhos e em seguida desço a lâmina com firmeza no local, abrindo seu crânio em dois. Estava acabado. O Sátiro se aproxima e me coloca sobre seu ombro

- Vou te levar para a enfermaria. Coma essa Ambrósia – começo a comer enquanto ele me carrega, sentindo as dores melhorarem – logo estará bom.
avatar
Jon Connington
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 20
Data de inscrição : 07/09/2012
Idade : 21

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por  em Ter 11 Set 2012 - 13:55

Gostei bastante do treino Jon, darei alguns conselhos. Os maiores inimigos podem ser derrotados com a inteligência, não com força bruta.

Darei o máximo de exp permitido em treinos, 150 e 34 dracmas.





• God of the Florest
Thanks Thay Vengeance @ Cupcake Graphics
avatar
Campista normal
Campista normal

Mensagens : 95
Data de inscrição : 25/07/2011
Localização : Boulevard Of Broken Dreams

Ficha do Meio Sangue
HP:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Energia:
9223372036854775807/9223372036854775807  (9223372036854775807/9223372036854775807)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Jon Connington em Ter 11 Set 2012 - 21:01

À noite caira, mas o sono se negava a tomar conta de meu
ser. Na verdade, não sentia nem vontade de dormir. Queria treinar. Portanto,
pego todos os meus equipamentos e vou até a arena. Mas não era o único que
resolvi treinar. Vi um garoto de cabelos castanhos treinando com uma espécie de
foice dourada e toda decorada com flores, batendo em um boneco de palha.
Aproximo-me dele e digo



- Ei. Qual o seu nome?
- Theobald – ele diz apoiando a arma em seu ombro esquerdo
E o seu?



- Jon. Prazer. – olho para sua arma – Você é filho de
Deméter?



- Isso mesmo... E você é filho de Thanatos não?


- Correto.


- Que tal um treino filho de Thanatos? – ele pergunta


- Aceito. Filho de Demeter.





E dá-se inicio ao
embate. Ele levanta sua foice e eu empunho a minha. As brisas eram leves e a
noite agradava-me. Alias, além de filho de Thanatos, sou também um cavalheiro
da noite e servo do grande Hades. A noite é uma criança, ainda mais para mim.
Corro em direção ao semi-deus e tento dar um corte baixo, em direção a suas
pernas, mas ele desvia facilmente dando um salto e desferindo um golpe com a
foice para baixo. Rolo para o lado e consigo desviar a tempo. Tento uma
estocada de ombro, mas o garoto é rapido e desvia, me atingindo com o cabo de
sua foice. Caio no chão de costas para ele. Quando me viro, vejo sua lâmina
vindo em direção ao meu peito. Com um movimento rápido, rolo para trás e desvio
do golpe. Mas quando me levanto, sou atingido de raspão no rosto, mas o corte
fora suficiente para fazer sangue escorrer pela minha bochecha e dar uma
ardência infernal em meu corpo.



- Legal não é? Minha foice ao entrar em contato com o sangue
de meu oponente, faz com que seu corpo todo fique ardendo. Nada mais é que um
veneno. Mas fique tranquilo não irá morrer!



- Não. Verei meu pai quando ele vier até mim. Não irei até
ele



O garoto fica com
cara de confuso, mas era facil entender o que eu falei. Meu pai, a morte, um
dos juizes do submundo, se eu morresse iria até ele, mas se ele viesse até mim
ou me chamasse... Bem, eu saberia que sou digno de ser seu filho, pois estou
fazendo um bom trabalho. Volto a me concentrar na batalha, vejo o garoto
segurando sua foice se vangloriando pelo golpe bem sucedido. Já havia aprendido
que isso é um erro, muitas vezes fatal, o golpe só deve ser comemorado se matar
o inimigo, caso contrário, deve-se continuar frio e destruir o inimigo. Somente
nesses poucos momentos de luta, vi que seria dificil atingi-lo com a foice. Portanto
teria de usar a cabeça e usar golpes combinados para ganhar o combate.



Desfiro um golpe na horizontal,
ele desvia com um salto para trás, uso outro golpe, agora na vertical, mas com sua
foice, ele desvia a minha. Ele é muito rápido e forte. Mas sua foice também o ajuda.
Tento uma estocada, mas ele desvia, porém agora giro meu corpo e cravo a foice em
seu braço esquerdo, fazendo com que ele derrube sua foice. Ele urra de dor por alguns
instantes, mas logo algumas raizes saem de dentro do seu braço e cicatrizam o ferimento.
Ele então estende a mão e raizes saem de seus dedos, usando toda a minha pericia
com as foices, corto as raizes antes que me toquem. Ele está louco!



Agora era hora de usar
o cérebro. Usar golpes contra ele seria arriscado, não sei o seu potêncial, e com
aquelas raizes curativas, não adiantaria feri-lo, a não ser que fosse mortal...
Mas não vou matá-lo. Então tento usar a aura de meu pai. Mostrando toda a frieza
do meu corpo. Vejo que a frieza o afetara, vejo pelo seu olhar que ele sentia medo
de mim. Sorrio friamente e atinjo-o com o cabo da foice, o jogando no solo. Concentro
a energia da noite e atiro três lâminas negras, o prendendo ao solo pela roupa.
Bato na cabeça dele com o cabo da foice, bem forte e ele fica atordoado. Aproximo-me
dele e digo



- Você foi um menino levado. Mas não vou te matar nem feri-lo.
Mas não o deixarei impune – sorrio maléficamente.



Acerto uma pequena esfera
das trevas na cabeça do garoto e ele desmaia. Coloco-o em meus ombros e o levo até
o centro da arena e retiro o boneco de palha de sua base de madeira. Retiro toda
a roupa de cima do garoto deixando-o somente de cueca, que era uma bela cueca branca
de bolinhas vermelhas. Sorrio ao ve-lo assim. Pego algumas cordas e o amarro a base
de madeira do boneco, quase pronto. Vou até um armário da arena e vejo um spray
preto, volto até o garoto e pixo um grande “T” rodeado por um circulo. Sorrio e
vejo que não demoraria muito até o dia raiar e logo alguém veria o garoto ali. Pego
meus pertences e saio da arena, me camuflando nas sombras para que as harpias não
me vissem.





Poderes usados:
Spoiler:

Lâminas das Trevas I
Três feixes verticais de sombras são lançadas. São capazes de cortar tecidos e produzir arranhões.


Umbracinese I
Você
controla razoavelmente bem as sombras. Pode fazer pequenas esferas de
energia sombria (causam dor quando atingirem o inimigo / máximo três
durante o dia, cinco durante a noite) e garras de escuridão (podem
agarrar objetos leves / apenas uma durante o dia, duas durante a noite).

Level 1: Aura de Tânatos: Sua frieza
como filho de Tânatos é nítida no meio de uma batalha, e sua aura é
densa podendo ser sentida por quem está por perto amenos que esteja
escondendo.


avatar
Jon Connington
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 20
Data de inscrição : 07/09/2012
Idade : 21

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Dioniso em Qua 12 Set 2012 - 14:49

2 lvs e 200 dracmas
Se concentre mais no treino, apesar de ter sido engraçado.
avatar
Dioniso
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 18
Data de inscrição : 11/09/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Éris em Qua 12 Set 2012 - 17:29

~ Ficha atualizada!


A oposição produz a concórdia. Da discórdia surge a mais bela harmonia.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS
avatar
Éris
Admin

Mensagens : 337
Data de inscrição : 15/07/2011
Localização : No seu rabo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Jon Connington em Qua 12 Set 2012 - 20:06

O dia se arrastara como uma lesma paralítica, o sol parecia
estar com preguiça, pois demorou mil anos para cruzar o horizonte. Até mesmo as
nuvens demoraram a surgir para dar alguma cor diferenciada para o céu. Mas
quando o crepúsculo chega, ele vem para destruir a harmonia do azul. Laranja,
vermelho, amarelo e até rouxo tinge o céu, tornando-o belo e radiante. Porém,
não sou de ficar admirando o por do sol e essas coisas, queria treinar, queria
me cansar, queria desgastar meu corpo com treinamento bruto, queria ficar
destruido. Portanto, obviamente, vou para a arena.






Encontro o local relativamente vazio, somente dois
semi-deuses treinavam - um é bem musculoso, com uma cicatriz no ombro esquerdo,
cabelos pretos e olhos mais pretos ainda. Esse empunha uma lança negra com a
ponta avermelhada e um escudo de bronze comum. O segundo tem cabelos e olhos
semelhantes, porém, não tem cicatriz e empunha uma grande espada negra com
desenhos que não consigo distinguir, e um escudo também comum. – O combate dos
dois era bem impressionante, ambos tinham uma grande habilidade com as armas e
eram bem ágeis. Mas não presto muita atenção neles, resolvo me focar em meu
treino.



Nos meus unicos treinos,
treinei somente minha pericia com a foice, portanto hoje iria treinar algo
diferente, pois poderia acontecer de algum dia eu não ter a foice em mãos para
me ajudar e ter somente outra coisa. Vejo meu pequeno arsenal e escolho a
espada e escudo. Minha Espada das Sombras, feita de ferro estígio banhada por
uma pequena aura negra, sombras. O escudo não é muito diferente, é o Escudo das
Sombras, feito do mesmo material, porém as sombras que o envolvem, faz com que
quem o olhe, fique vislumbrando o escudo fixamente, ficando vulnerável.



Sorrio e arranjo
alguns bonecos de palhas, não faria um treino muito violento, tentaria usar
mais a agilidade e o cérebro que a força dos braços. Faço uma formação simples,
dessa forma:



____XX____


__X___X___


____X_____


X= espantalhos


_ = Espaços





Deixo-os espalhados,
alguns juntos, outros separados. Aprendi que em uma guerra, dificilmente
lutaria com um inimigo, era mais provável lutar contra três, cinco, e ainda
mais. Respiro fundo e esvazio totalmente minha mente, mantendo o foco nos
bonecos, eles eram meus objetivos no momento. Teria de cortá-los e mata-los,
mas não pensei neles como bonecos, mas sim, como inimigos, treinados para matar
e que vieram até aqui somente para me matar. Isso me da raiva.



Equipo meu braço
esquerdo com o escudo negro e empunho a mão direita com a espada. Giro a lâmina
com meu punho, é relativamente leve, se comparada com minha foice, e também é
menor, fazendo o ataque ficar limitado. Mas seu material é bom e fico bem agil
com ele, além de conseguir uma boa base de luta. O primeiro espantalho está a
cinco metros de mim, imagino que ele é um soldado inimigo, pronto para cortar
minha garganta e me deixar agonizando até a morte. Disparo em direção a ele.



Simulo um golpe do
espantalho vindo por cima de mim, pronto para me decapitar, portanto,
deslizo-me para o chão, ficando de joelhos. Com a velocidade que estava,
consigo deslizar e aparecer ao lado do espantalho. Acerto o cabo da espada atrás
do joelho, desequilibrando-o. Fico de pé e atinjo um chute em suas costas,
fazendo o boneco cair. Tento corta-lo no peito, mas o jogo para o lado,
simulando que ele rolou. Deixo-o levantar – na verdade eu o levanto, mas era
simulação – e vou para o lado. Ando ao redor dele, lentamente, calculando os próximos
movimentos dele. Desvio de um golpe imaginário que me cortaria o ombro, vou
para o lado e dou uma estocada em seu peito com meu escudo. Ele vai alguns
metros para trás e rapidamente pulo sobre ele, cravando a espada em seu coração,
o matando na hora. Tiro a lâmina de seu peito toda ensanguentada – na verdade
estava com palha grudada, mas sangue é bem melhor – respiro fundo e vou para a
próxima linha de combate.



Agora me deparo com
dois guerreiros identicos, porém, eles estão separados por alguns metros, isso é
bom, mas logo iriam se unir. Portanto teria um leve espaço de tempo para ter
uma vantagem. Corro em direção ao da esquerda e vejo que sua espada estava
preparada, levanto o escudo e desvio sua lâmina, cravo minha espada em sua
coxa, mas erro o alvo que queria, se acertasse ele estaria morto agora. Mas o
golpe serve para deixá-lo caido no chão com as mãos em sua perna. Acerto o
escudo em sua face, o jogando no chão cambaleante. Giro a lâmina em minha mão e
a cravo em seu estômago, deixo-o agonizando até sua morte. Quando me viro, vejo
que o outro estava em cima de mim – Na verdade não estava, mas finjo que estava
– já com a lâmina bem no alto. Rolo para o lado e escapo de sua lâmina – rolei tanto
que parei perto dele -. Miro meu escudo em seu rosto e seus olhos ficam negros,
fixos no objeto. Corro até ele e atinjo o escudo em seu rosto, ele vai para trás,
passo uma rasteira nele e ele cai. Após isso cravo a espada em sua garganta,
trespassando por sua nuca. Retiro a arma de seu corpo e vejo os dois ultimos.



Suor escorria por
minha testa, descendo por minhas bochechas e pescoço, indo empapar minha camisa
e cola-la ao meu peito. Estou respirando com certa dificuldade, por isso faço
uma técnica de respiração, inspirando o ar duas vezes consecutivamente e muito
rapidamente e expirando da mesma forma. Faço isso cinco vezes e logo respiro
fundo. A respiração volta ao normal.



Corro para os ultimos. Dou um salto e rolo no
meio deles, um tenta me cortar, mas erra. Fico de joelhos atrás dos dois e
acerto o escudo nas costas de um, jogando-o para o chão. Dou um chute no
posterior da coxa, deixando-o sobre um joelho. Cravo a espada em sua nuca e ela
vara pelo pescoço. Vejo o outro vindo em minha direção e esse atinje um chute
simulado em meu peito, me jogando ao solo. Levanto-me e vejo sua lâmina vindo
em minha direção, mas meu aço beija o aço dele e desvia sua espada. Atinjo um
chute em seu pulso, e a mão do inimigo se abre e sua espada cai no chão. Seguro
seus dedos em uma espécie de chave, o fazendo encurvar o corpo para trás e
cair. Acerto uma joelhada em sua cabeça, a jogando para trás. Aproveito o
momento e cravo a espada em sua garganta, o matando. Retiro a lâmina de sua
garganta e a guardo em uma bainha. Sorrio pelo bom trabalho e começo a levar os
bonecos até uma pilha para serem reformados. Subitamente ouço uma voz dentro de
minha cabeça dizendo:



“Você é meu filho de
Thanatos”



Não sei como e nem o porquê,
mas empunho-me com a espada e giro meu corpo, no exato momento em que o
semi-deus musculos caia sobre mim com sua lança apontada para meu peito. Desvio-a
com minha espada, fazendo ela se chocar contra o solo. Fico em pé e vou para o
lado, já me empunhando com o escudo.



- Ei. Por que fez isso? – pergunto com raiva


- Cale a boca! Eu vou te matar! – ele grita vindo em minha
direção. A raiva o dominava, mas me mantenho frio e sem sentimentos. Deixo meu
escudo à frente de meu corpo e a lança do garoto a atinje. Giro meu corpo e dou
uma estocada em seu ombro, fazendo ele cambalear para o lado.



- Eu não fiz nada para você, então se afaste e eu o deixo
ir! –
digo a ele



- Não fez nada? Você veio treinar aqui enquanto eu treinava
meu irmão! –
ele diz



- E daí? A arena é para todos os semi-deuses. Se quiser treinar
em particular, fique em na floresta ou qualquer outro lugar, mas não aqui!



- Ahh você me paga! – ele grita preparando uma nova
investida






Ele está visivelmente
alterado, movido pela raiva, mas seus motivos são tolos e ignorantes. Ele não passa
de um mauricinho mimado, pelo visto. Vejo seus olhos, que antes eram negros,
tomarem a tonalidade de vermelho-sangue. Filho de Ares! A raiva é sua principal
arma, se ele ficasse cego de furia, bem, eu provavelmente seria aniquilado. Resolvo
fazer algo meio arriscado, mas mesmo assim poderia ser minha única opção. Pego
meu Mini Bidente e encosto no garoto. O objeto solta uma explosão negra, que o
lança e a mim também, a vários metros de distância. Bato com as costas em uma
parede e caio, sinto dor, mas não muita. Consigo me levantar, mas quando olho
minha mão, a encontro negra, praticamente cozida, mas não doia. Olho para o
outro lado da arena e vejo o garoto caido, com fumaça saindo de seu peito.



- O que foi que eu fiz? – pergunto a mim mesmo


Corro até ele. Logo
vejo um buraco em seu peito, sua pele estava em carne viva, e parecia que
algumas de suas costelas estavam quebradas. Será que o matei? Não queria isso. O
pego e o coloco em meus ombros e saio correndo com ele pelo acampamento. Passando
por vários pontos até chegar à enfermaria. Chamo um dos filhos de Apolo e o
entrego dizendo



- Rápido cure-o! Faça algo! Só não o deixe morrer!


- Pode deixar!


Ajudo o garoto a
levar o semi-deus de Ares para dentro e coloca-lo em uma maca. Tenho de ficar
do lado de fora.



Passados quase cinco
horas, o filho de Apolo se aproxima de mim e diz:



- Ele está bem, mas ficará internado por uma semana mais ou
menos. Como isso aconteceu?



Conto a ele todos os
detalhes.



- Não é a primeira vez que ele se envolve em brigas desse
tipo. Ele acha que a arena pertence a ele e somente a ele. Quiron já conheçe,
fique tranquilo, não vai sofrer com isso.



- Obrigado.


Então volto para meu
chalé, aonde deixo meus equipamentos guardados e troco de roupas, preparado
para dormir. Então deito-me e durmo por muito tempo.
avatar
Jon Connington
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 20
Data de inscrição : 07/09/2012
Idade : 21

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Anfitrite em Qua 12 Set 2012 - 20:24

Jon, seu treino foi bem detalhado isso e muito bom, mas usou muita força esquecendo-se um pouco da agilidade.

180 de experiencia e 190 dracmas.

( Espere alguém atualizar sua ficha.)
Obrigada.
avatar
Anfitrite
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 17
Data de inscrição : 11/09/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Éris em Sex 14 Set 2012 - 12:33

~ Ficha atualizada!


A oposição produz a concórdia. Da discórdia surge a mais bela harmonia.

Thank's Lyra' @CUPCAKEGRAPHICS
avatar
Éris
Admin

Mensagens : 337
Data de inscrição : 15/07/2011
Localização : No seu rabo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Nerus Rimmon em Sex 14 Set 2012 - 19:49

Era uma noite fria no Acampamento, certo, estávamos no verão, mas acho que o Diretor do Acampamento quis que esfriasse um pouco. Não que incomodasse, era bom, pois todo aquele calor me deixava incomodado. Era quase a hora do jantar e eu ainda estava em meu chalé, olhando para o escudo novo que acabara de ganhar de Athena. O escudo era longo, grande, mas eu ainda não sabia para o que servia. Fica olhando os dois lados do escudo, confuso.

- Cara, isso aqui é sinistro. É grandão, parece uma prancha...

Levantei-me do beliche e sai do chalé, indo caminhar. Resolvi deixar o escudo, acho que ele não me serviria de nada... ainda. Peguei o tridente ganho por Poseidon e a espada que ganhei de Afrodite, caminhando na direção da arena. Cheguei lá, deixei o tridente escorado na parede e caminhei em volta da arena, olhando os espantalhos. Alguns estavam com a cabeça furada, outros com o tórax e um sem o braço. Presumi que dali alguns dias os Conselheiros iriam fazer novos bonecos, mas em menos de um dia, estariam estragados de novo. Virei-me para os bonecos de palha, girando a espada na mão. Eram quatro.

___x___ (1°) _x___x___ (2° e 3°) ___x____ (4°)

[X= Espantalhos e "_"= Espaço.]

Parti contra o primeiro e girei a espada na horizontal sobre seu tórax, atravessando-o com força. Ainda no embalo, giro o corpo novamente para o lado como se o boneco fosse me espetar, e subo o braço armado da espada, atravessando o queixo do boneco. Giro a lâmina novamente na horizontal, decapitando-o.

Avanço na direção do segundo e puxo o braço armado lá de trás, e curvo o tronco para a frente como se fosse me abaixar e uma lâmina passasse por cima de minha cabeça, passando a lâmina de minha espada sobre os joelhos de madeira do boneco, cortando-os fora. Sobe a espada entre seus olhos, perfurando-o. Puxa a espada para baixo na vertical, rasgando o boneco fora-a-fora. O terceiro apenas passo a lâmina em sua cintura na horizontal, cortando-o ao meio, e o quarto, passo a lâmina da espada em sua cabeça, de cima para baixo na vertical, dividindo-o em dois.

Parei um pouco para descansar, quando ouvi passos atrás de mim. Virei-me para ver quem era e abri um sorriso. Era um dos filhos de Hermes, um garoto que me ajudara quando eu cheguei ao Acampamento. Ele carregava uma adaga simples na mão, e um escudo na outra. Ele sorriu e disse:


- Que tal eu e você treinarmos juntos?

Deixei o corpo ereto novamente e o fitei, inclinando um pouco a cabeça. Uma gota de suor corria pelo rosto de Nerus, mas o garoto ainda não se mostrava arfante. Aceno a cabeça positivamente para Ralph, erguendo a espada em frente ao tórax.

O garoto corre em minha direção e tenta me cortar com sua adaga no tórax, mas dou um passo na diagonal e deixo a lâmina da espada na horizontal, na direção do seu ombro do escudo, para cortá-lo. Ele apara meu golpe com o escudo de bronze que carregava e com a coxa, sola minhas costas. Vou para a frente com a solada, virando-me para o garoto. Sem falar nada, corro contra este e ergo a espada para golpeá-lo no tórax, mas para sua surpresa, curvo o tronco como fiz com o boneco e abaixo o braço armado na direção das pernas do garoto; passo a ponta da lâmina sobre seu pé direito, derrubando-o no chão. Ergo a espada para golpeá-lo no tórax mas quando desço a mesma, o garoto rola para o lado.


- Você luta bem, Nerus.

Ele conseguiu falar enquanto arfava. Eu também já estava suando um pouco e começäva a ficar arfante. O garoto de Hermes me atacou novamente. Ele tentou um golpe direto no tórax, mas botei a espada na horizontal em frente a meu peito, aparando sua adaga. Agarro o cabo da espada com as duas mãos e giro a lâmina em torno da adaga de Ralph, acertando sua mão com a ponta da espada, fazendo este largar a adaga. Solo seu tórax, mandando-o para o chão.

- Foi uma bola luta, cara.

Ajudei ele a se levantar e este estapeou sua roupa, limpando a sujeira. Ele me dirigiu um rápido sorriso, pegando a adaga no chão. Ele olhou para a lâmina desta, e falou, a voz um tanto fraca.

- Pensei que você não podia ficar melhor.

Ele sorriu novamente para a mim e saiu da arena, deixando-me ali sozinho. Depois de alguns minutos pensando naquelas palavras, decidi ir para os chuveiros tomar um banho, pois já estava quase na hora do jantar.

Spoiler:
Off: Aqui, pelo menos no meu computador, o Google não mostrou nenhuma palavra errada em todo o texto que escrevi, me esforcei para não errar nada, e fazer uma boa interpretação. Espero que também vejam isso, obrigado, isso é tudo. Ah, e o "começäva" tive que botar o """" por que se eu escrever corretamente, vai aparecer um emoticon. Desculpem por isso. Obrigado de novo.
avatar
Nerus Rimmon
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/07/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Anfitrite em Sex 14 Set 2012 - 20:49

Bom treino.

170 de exp e 160 dracmas.










Cuidado com excesso de virgulas.

( Espere algum Deus atualizar sua ficha).
Obrigada.
avatar
Anfitrite
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 17
Data de inscrição : 11/09/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Guilherme Antonius em Ter 25 Set 2012 - 16:00

Legenda da narração:
Spoiler:
•Falas=Na cor vermelha.
•Pensamentos=Na cor Azeitona/Oliva.

Acordei assombrado de um sonho. E quando digo "assombrado", me refiro ao sentido literal. Sonhei que estava no Mundo Inferior, com o meu pai e... isso não vem ao caso, não é mesmo?
Olhei a volta. A decoração sinistra do chalé 13 me fizera lembrar do dia anterior, quando fora reclamado por Hades. Sentira tanto orgulho, que estava disposto a dar o meu melhor nos treinos e me tornar um meio-sangue poderoso em nome do deus, por isso, a primeira ideia que tive ao despertar foi treinar.
Peguei a faca de bronze que estava em baixo do travesseiro(já que ainda não recebera os meus presentes de reclamação) e saí com destino à arena.

♦O Treino♦

Posiciono um grupo de dez bonecos de palha sobre a arena, simulando uma emboscada(O que no meu caso pode ser mais frequente, já que sou filho de um dos Três Grandes), empunhei a faca e dei inicio ao "Ataque simulado".
-Morram!!!-Gritei esfaqueando a cabeça de um boneco e logo transformando a facada em uma apunhalada lateral em um segundo guerreiro de palha.
Cortei um terceiro com uma estocada por cima e um quarto com outra apunhalada.
Na minha cabeça, meus únicos pensamentos eram: "Morram!!!" e, hã... Alguns palavrões criativos que não vou descrever aqui, mas que não foram de minha intenção!
Quando saí do modo "guerreiro automático", vi diante de mim, uma pilha de palha e um conjunto de armaduras de bronze amassadas. Suava como uma geleira e estava exausto. Mas no fim das contas, valeu a pena!
-Consegui-Arfei-Papai vai ficar orgulhoso.
Dei uma limpada na minha bagunça e me retirei para tomar um pouco de água e um bom banho, já pensando no treino de amanhã:
"Autômatos ativos", consegui processar antes de disparar para o chalé 13.

↓Mensagem abaixo ao moderador↓
Spoiler:
Senhor(a) moderador(a),

Há alguns tópicos meus que ainda não foram atualizados. Sempre os colocarei em spoilers para facilitar seu(s) trabalho(s) na hora da atualização. Os tópicos são os seguintes:

•Presentes de reclamação dos filhos de Hades;

•Grupos extras(,Cavaleiro Da sombra, cupidos de Eros, Guerreiros da Luz de Éter e Exército de Ares)

•Compra do mascote( Tópico Compre Aqui o seu mascote!)

Obrigado!
avatar
Guilherme Antonius
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 4
Data de inscrição : 06/09/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por paulo eduardo em Ter 9 Out 2012 - 14:39


Treino De espada
chegando na arena olho em volta e nada de mais ninguém lá a não ser bonecos de palha
- ok eu treino sozinho - falo desanimado
então vou a um boneco com minha espada da natureza e começo a golpea-lo mas não acontece o esperado ele contra ataca com sua mão fazendo-a de chicote
- ai! - grito
- mas que diabos... - começo
- ah! oi paulo - fala quiron de longe
- oque é isso? - pergunto
- bonecos magicos são novos aqui... bem quero assistir a essa luta vai ser meu teste para esse boneco - falou
então coloquei minha armadura protetora
- vamos ver se ganho nesse campo - falo
- hum... receio que não seja justo isso ele está em vantagem vamos lá para fora porém você lutará com dois bonecos ok? - pergunta
- está certo - falo
então vamos para o bosque e iniciamos a batalha primeiro ataco o boneco da esquerda no pé direito mas ele tira o pé do caminho e me ataca com seu chicote e eu cambaleio para trás e me teletransporto com o poder da armadura vou parar numa árvore atrás deles então pego minha flauta e começo a praticar eles me achariam mas eu estava tentando um feitiço de controlar plantas então valeria a pena os bonecos não tinham ouvidos então não escutaram tentei por muito tempo até que um galho se moveu mas não como eu mandei eu o mandei ataca-los e o galho começou a me bater na cabeça então desisti usei de novo a armadura e fui em uma árvore em que os bonecos me viam peguei minha espada e investi contra os espantalhos mas se dissipavam e reapareciam por causa da palha
- oque? - pergunto
- eles podem se reconstituir - disse quiron
- ah ta - digo calmo
então investi como um louco com minha espada depois com minha lança e não era só eu atacando não eles quase me mataram aliás eles tentavam mesmo me matar uma vez um deles quase me enforcou com a palha só escapei com minha espada então me escondi depois de muito pensar arranjei um plano, eu estava perto do rio mas se eu me teletransportasse eles não iriam me ver...era isso corri loucamente em direção ao rio e me lancei sobre ele os bonecos me seguiam então entraram na água eles se dissiparam e dessa vez não se reagruparam.

paulo eduardo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 22
Data de inscrição : 17/08/2012
Idade : 18
Localização : natal

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Nerus Rimmon em Sab 22 Dez 2012 - 13:59

Era mais um dia de verão no Acampamento, e eu estava começando a ficar entediado. Eram sempre as mesmas coisas, as aulas, conversas, as pessoas, etc. Eu tinha muito pouco tempo para treinar, e isso era ruim.
Eu estava deitado em minha cama, no meu chalé, olhando para o teto, pensativo. O que iria fazer hoje? Ah, cara... não saber isso, é chato. Espere aí... pouco tempo para treinar... é isso!
Me levantei em um pulo da cama e peguei minha espada, partindo para a arena. Atravessei a área dos chalés correndo, sendo olhado por outros garotos. Um deles me seguiu. Devia ser um dos filhos de Ares, pois era forte, mal-encarado, e eu não gostava nem um pouquinho dos filhos do Deus da Guerra. Tenho que admitir que eles são fortes, mas são fáceis de vencer, porque são burros e acham que uma luta só se ganha com a força. Eu penso diferente, a luta pode sim, ser ganha com a força, mas para isso, temos que usar a inteligência.
Adentrei a Arena e corri os olhos pelo local. Tinha poucas pessoas ali treinando naqueles bonecos estranhos que eu nunca me acostumei desde o primeiro dia que cheguei no Acampamento Meio-Sangue. Eles eram feitos de palhas e as pessoas ficam golpeando esses trecos como se fossem pessoas, ou como se achassem isso divertido. Olhei para o meio da Arena, vendo dois rapazes lutarem. Eles eram bons, aplicavam os golpes com total perfeição, numa luta parelhada. Eu queria estar ali, lutando, mas vi que iria ter que esperar.
Me sentei no chão com a espada ao meu lado, observando a luta, e nem percebi que o filho de Ares estava em pé ao meu lado e de braços cruzados, olhando os dois garotos lutarem.

- Esses caras são uns fracotes. Você não acha, Camarão?

Ele desceu seus olhos em minha direção e abriu um sorriso torto, cheio de maldade. Cara, eu odiava aquilo, definitivamente, e se eu fosse lutar com ele, teria "mó" prazer de derrotá-lo.

- Aah... eles não são fracotes, cara. Eles lutam bem, até melhor que eu. E aposto que lutam melhor que você também.

Vi a raiva crescer dentro daquele cara. Isso era bom, agora ele lutaria para valer, e o ruim... é que iria tentar me matar, nem se importando para as regras do Acampamento.
Após meia-hora um dos garotos que estava lutando cometeu o erro de tentar estocar a barriga do seu oponente com a espada, mas o outro apenas interceptou o golpe com a parte chata da lâmina, girou sua espada em torno da espada o outro cara, fazendo ela girar também e desarmando-o. Fim, a luta acabou. Finalmente era minha vez.
Me levantei e estapeei minha calça e fui para o centro da Arena.
O garoto de Ares me acompanhou e se posicionou em minha reta, virando para mim. Girou a espada na lateral do corpo, como se isso fosse grande coisa e sorriu novamente para mim, mal-encarado.

- Então, Camarão... pronto para perder?

Fiz uma careta, tentando parecer mau. Acho que não consegui, pois ser mau não é o meu tipo.

- Perder pra você? Pfft, nunca, cara. Se quiser me ganhar, vai ter que ralar muito.

Isso foi o suficiente para fazer com que ele perdesse a cabeça completamente e me atacasse. Girou a espada na direção de meu tórax, na horizontal, tentando me impactar para trás. Ergui minha espada na diagonal, interceptando seu golpe. Joguei o peso do braço para baixo, levando sua espada e fazendo-o perder o equilíbrio, e quando seu corpo veio para baixo também, apenas ergui minha mão, batendo com o punho em seu nariz, afastando-o.
Ele recuou alguns passos, me fitando, furioso. Atacou novamente, e dessa vez, não consegui reagir, pois realmente, ele era bom. Fingiu um corte com a espada na minha bochecha, mas abaixou o braço armado após alguns segundos, acertando a ponta da espada do lado do meu pé esquerdo; capotei no chão. A lateral do meu corpo bateu no chão da Arena, num estalo. Me vendo no chão, o filho de Ares agarrou a espada com as duas mãos e puxou os braços para trás, preparando para fincar a espada em meu tórax. Mas aproveitando isso, pousei os dois pés em seu tórax, chutando o cara para trás. Rolei para o lado e me levantei no exato momento em que ele corria novamente contra mim, apenas girei a perna em 180°, aplicando-lhe uma rasteira.
Me afastei novamente, esperando o filho do Deus da Guerra se levantar.

- E então? Vai continuar lutando assim? Pensei que você lutava melhor.

- Cala a boca, seu fedelho. Eu vou te matar.

E avançou na minha direção mais uma vez. Trocamos alguns golpes por um longo tempo, às vezes ele me atacava e eu não conseguia me defender, mas eram fracos, me faziam recuar apenas. Ataquei a minoria das vezes, pois tentava achar um ponto fraco, para poder golpeá-lo. Demorou muito para encontrar seu ponto fraco, mas finalmente consegui. Toda vez que o filho de Ares ia puxar sua espada para me atacar, demorava para o braço ir em minha direção, pois sua espada era pesada, e aquele pequeno limite de tempo, seria suficiente para acertar um bom golpe em sua mão, e desarmá-lo. Na primeira vez que fui tentar, errei, ele defendeu meu golpe e me acertou no rosto, fazendo meu nariz sangrar.
Continuamos a trocar golpes, e logo, estávamos pingando a suor, e eu já estava arfante. Rodeei o filho do Deus da Guerra algumas vezes, observando-o. Avancei em sua direção no exato momento que este esticou a espada para acertar meu tórax, mas efetuei um giro por sua lateral mas deixei o braço armado esticado, com a espada na diagonal, riscando a lâmina sobre sua barriga, cortando-o. Girei novamente e acertei o braço que não estava armado sobre as costas do garoto, atirando-o ao chão. No final, nem precisei tentar acertá-lo em seu ponto fraco para vencê-lo.

- Ei, grandão. Você perdeu.

Ele não respondeu e continuo ali deitado. Acho que estava desmaiado. Resolvi deixá-lo ali, pois outros caras do seu chalé que estavam ali também iriam levá-lo a enfermaria assim que o vissem apagado. Sai da arena suando e fui direto para os chuveiros, feliz com mais uma vitória.
avatar
Nerus Rimmon
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 37
Data de inscrição : 01/07/2012
Idade : 19
Localização : Acampamento Meio-Sangue

Ficha do Meio Sangue
HP:
100/100  (100/100)
Energia:
100/100  (100/100)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Thanatos em Sab 22 Dez 2012 - 18:55

Bom treino, 60 e poucos linhas inteiras, mas tirando as picadas e as falas o resultado são 3 níveis e 50 exp e uma arma brinde.

Bracelete de Prata - Quando o semideus quiser o bracelete vira um arpão de prata divino que com o seu comando aparece conforme tira de dentro da manga do casaco e pode voltar ao pulso do semideus caso o perca.




______________________________________
Thanatos
Filho de Érebus e Nyx
Personificação da Morte
avatar
Thanatos
Admin

Mensagens : 187
Data de inscrição : 01/10/2011
Idade : 22
Localização : Submundo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/9999  (9999/9999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Fátuo em Seg 24 Dez 2012 - 14:48

Fui treinar com minha adaga de bronze celestial. No local de treino encontrei outro campista treinando. me encaminhei a ele e perguntei se ele poderia ser meu parceiro de treinamento. Ele aceitou, e então começamos a treinar.
Para que a luta ficasse justa, ele decidiu usar sua adaga também. Cada um ficou na sua posição, e quando estávamos preparados saltamos para o assalto de início. Ele tentou uma estratégia para me desarmar mas eu contra-ataquei tirando seu equilíbrio e a base para que permanecesse atacando, e acabei tentando desarma-lo.
Tentativa frustrada.
Com o braço livre ele agarrou meu pulso e me jogou por cima do ombro. O impacto com o chão foi doloroso, mas eu me coloquei de pé rápido. Eu mantive uma pequena distancia para que eu conseguisse avaliar minha estratégia. Ele possuía mais massa muscular do que eu, logo possuía mais força, ele possuía uma boa base de luta, logo era difícil derrubá-lo.
Com base nas minhas avaliações, eu percebi que o que tinha a meu favor era a velocidade e o pouco de estratégia. Tirar sua arma de suas mão não seria tarefa fácil, então tentei usar a estratégia que estava pensando:
Corri para separar a distancia que nos mantinha afastados, quando estava perto o suficiente para atacar eu pulei sobre seu corpo e me agachei atrás dele, chutei a região atrás de seu joelho e ele caiu como era esperado. Eu havia percebido antes que embora ele tivesse uma boa base, ele mantinha mais peso em uma perna, como se a outra tivesse algum tipo de fratura ou algo parecido.
Com ele no chão eu pude esticar o braço que segurava a adaga, e coloquei meu peso sobre este braço, impossibilitando ele de usa-lo.
Coloquei o fio da adaga no seu pescoço e ofegante ele disse:
Tudo bem, eu me rendo.
E foi assim meu primeiro treino com a adaga.
avatar
Fátuo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/12/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
170/170  (170/170)
Energia:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Fátuo em Seg 24 Dez 2012 - 20:09

Chego para o treinamento e observo os inúmeros bonecos de treino Decido começar logo, pois em uma luta real eu não terei tempo para aquecimento. pego minha adaga de bronze celestial e começo algumas investidas para ver a linha de movimento do bonecos e ver qual o limite de seus golpes. 25 minutos depois eu já sabia a extensão do movimento dos bonecos e já havia demarcado os golpes necessários.
- Muito bem, que comece a brincadeira.
Dito isso, eu corro em direção ao primeiro boneco que tenta me acertar, eu me abaixo e faço um corte na vertical na linha em baixo do seu braço direito. Passo raspando por baixo, e quando o boneco tenta me atingir com seu braço o movimento se torna demais pelo corte e seu braço acaba caindo. Me aproveito do novo ponto cego do boneco e arranco sua cabeça com um corte da adaga. ( adaga tem 30 cm o que suficiente para arrancar uma cabeça)
- Muito bem vamos ao próximo...
Eu dou um salto em direção ao próximo boneco e já comece dando um chute no braço que segurava a espada de madeira. O braço da espada se afasta o suficiente para dar uma abertura no peito do boneco, eu faço um corte com impulso que vai desde a pélvis até a cabeça do boneco. O segundo boneco está derrotado.
Corro em direção ao terceiro boneco e faço um deslize pelo chão passando ao lado do boneco, seguro seu braço que tinha o escudo e o uso para me levantar de forma rápida. estando atrás do boneco eu estico seu braço esquerdo( o do escudo) e faço um corte em suas costas e um para arrancar sua cabeça.
O terceiro boneco já era..
Corro em direção ao quarto e jogo minha adaga na direção da sua cabeça, como esperado ele levanta o escudo para se proteger, quando a adaga bate no escudo e cai eu já estava pulando e usando um chute com o impulso do pulo. O boneco abaixa o escudo e eu lhe atinjo com um chute no peito que derruba o boneco, eu pego minha adaga do chão e cravo ela em sua cabeça. O boneco para de se mexer.
-Treino concluído - Eu digo ofegante.
avatar
Fátuo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/12/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
170/170  (170/170)
Energia:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Oliver J. Dolan em Ter 25 Dez 2012 - 0:29

O Dia era caloroso no Acampamento, Deméter acaba de me reclamar, eu estava muito feliz pelo fato de eu não ser mais indefinido, e fui reclamado pela deusa que eu mais gosto, Deméter, Deusa da Colheita, eu estava lá no meu chalé Tranquilo quando percebo que eu posso ir treinar agora, posso usar as armas de reclamação, os poderes e habilidades herdados pela minha mãe olimpiana, era uma honra ser neto de Cronos, o grande Titã do Tempo!
Começo a ir para a Arena à passos lentos mais antes de ir para o local que eu tinha colocado em mente, desvio o meu caminho e vou em direção à Floresta tentar conseguir mais força, chegando na Floresta já pude sentir a força entrando em minhas veias, eu sentia que podia derrotar até um deus, era exagero da minha cabeça, eu não posso ser assim tão forte no meu primeiro dia no Acampamento Meio-Sangue, então após conseguir mais força na Floresta eu me encaminho para a Arena, antes que eu pudesse chegar no local de treinamento um Filho de Ares novato queria se mostrar valentão na frente dos mais antigos.
-Ei novato, você não passará daqui sem uma luta! - Fala o filho de Ares.
O Garoto não tinha nem 1 metro e 70 centímetros, não me dava tanto medo, acho que foi um erro este filho de Ares, já que eles costumam ser grandes e musculosos.
-Calma, não quero confusão, só estou me encaminhando para a Arena e, se puder por favor me deixar em paz eu agradeço!
Os filhos de Ares presentes riram, incluindo o novato, mais mesmo depois das minhas palavras o Filho de Ares sacou sua espada que ganhou de seu pai e me atacou, já que eu acabei de reunir mais forças na Floresta, eu então com uma incrível velocidade saco a Foice e bloqueio o ataque do garoto com facilidade, todos presentes ficaram surpresos com minha velocidade e habilidade com foices, então eu estico as mãos uma para o lado oposto da outra e plantas prendem o Filho de Ares, quando eu salto e vou atacar com minha Foice o garoto, Clarisse bloqueia e me expulsa de lá, começo a murmurar maldições em grego para a Filha de Ares.
Chegando na Arena eu vejo Quíron, ele passa alguns minutos até me perceber e, vem com uma velocidade elevada já que sua metade é cavalo, chegando próximo a mim ele fala:
-Bom criança, como é seu primeiro dia aqui, precisamos testa-lo em velocidade, utilize sua foice para cortar os braços daqueles bonecos, depois passaremos para algo mais sério.
Ao ouvir isso eu então retiro minha foice e corro em alta velocidade, salto e com um único golpe eu corto os dois braços do boneco, por que a lâmina da minha foice se duplicou podendo então cortar os dois braços do boneco.
Quíron me dá parabéns e pede para eu agora atacar os cinco bonecos que conseguem se defender, vou até eles e sou cercado, pego a foice e a faço duplicar a lâmina, depois eu ataco um boneco mais o mesmo levanta o escudo de madeira que se quebra, dou então uma rasteira no boneco sem escudo e quando ele começa a cair eu corto a cabeça, vou para o próximo, dou um giro e faço a lâmina da foice ir com mais velocidade até uma lâmina arrancar o escudo do boneco e a outra destruí-lo, restam apenas 3 bonecos, vou até o terceiro e dou uma rasteira, aproveito o escudo e uso como impulso, do céu eu consigo cortar a cabeça o boneco que lá estava, restando apenas dois, eu dou um giro e decapito os dois restantes.
Quíron me dá parabéns, vê que meus reflexos são apurados, agora ele fala:
-Bem, meus parabéns outra vez e vamos agora para algo mais avançado, você terá de lutar contra aquele sátiro e, se vence-lo terá a chance de provar sua força contra um monstro.
Aceito então o que Quíron falou, eu podia ter recusado já que era minha vida em jogo, mais quero treinar o máximo possível e dar orgulho para minha mãe.
O Sátiro vem com seu porrete e se prepara em uma posição muito comum, então eu decido guardar energias para usar os poderes contra o monstro caso eu vencesse o Sátiro, a criatura corre em minha direção, eu não fico nervoso pois eu não posso ficar no momento da batalha, o tempo que o sátiro vinha eu estudava o local, tinha madeira por todo lado, procurei algo que me dê vantagem, olhei cada canto do local até encontrar uma pequena flor, então corro para perto dela e estendo a foice, quando o sátiro tenta me dar uma porretada, eu desvio com a Foice, finco a foice no chão e então pego impulso e dou um chute no sátiro fazendo a criatura ir para trás, percebo o tempo e tento controlar a planta, mais foi tarde, o sátiro acerta uma porretada no meu ombro esquerdo, sinto uma imensa dor que me faz ter vontade de gritar de dor, aguento por alguns minutos então corro em direção ao sátiro, pego a foice e finco outra vez no chão, em vez de repetir o ataque, eu então pego outra vez o impulso mais não largo a foice, eu a puxo e com o cabo acerto o rosto do sátiro, fazendo ele ir para o lado, não paro só com isso, dou uma rasteira no sátiro e depois com a foice eu faço um enorme arranhão nas costas da criatura, ele urra de dor, então com um chute faço o sátiro desmaiar.
-Meus parabéns - Diz Quíron - Sinceramente, para um novato você é bastante forte, será que está preparado para uma batalha contra o nosso Grifo? Você pode escolher, e tem o direito de rejeitar!
Observo o centauro e então penso durante alguns minutos, 3 aproximadamente, então junto tudo que sei sobre o Grifo, tinha cabeça e asas de águia e seu corpo era de leão, iria ser difícil enfrentar tal criatura, pois eu sou de um nível iniciante, já não sei se posso enfrenta-lo, meu braço dói muito então resolvo rejeitar, digo que é melhor uma próxima vez, volto para meu chalé e descanso.
avatar
Oliver J. Dolan
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
130/130  (130/130)
Energia:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Eros em Ter 25 Dez 2012 - 15:21

Fátuo treino um: 2,5 leveis (vinte e cinco linhas)


Fátuo treino dois: 3 leveis (vinte e oito linhas) {obs: ganhou
20 de exp de brinde}


Total 5 leveis + 50 exp





Oliver : 2,5 leveis (vinte e cinco linhas)


Total 2 leveis + 50 exp





atualizados


Sempre tem aqueles que gostam de sacrificar o amor por motivos tolos como ganancia ou por puro medo de ser rejeitado, mas sempre tem aqueles que não abrem mão do seu amor seja por ouro ou prata e continuam amando mesmo após a morte.
avatar
Eros
Campista veterano
Campista veterano

Mensagens : 146
Data de inscrição : 08/11/2011
Idade : 22
Localização : Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999/9999  (9999/9999)
Energia:
9999/999  (9999/999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Hefesto em Ter 25 Dez 2012 - 15:50

Eros, o treino teve 58 linhas, me contate quando eu estiver online por favor.


   

♜Hephaestus♜
avatar
Hefesto
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 132
Data de inscrição : 26/01/2011
Idade : 24
Localização : Monte Olimpo

Ficha do Meio Sangue
HP:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Energia:
9999999/9999999  (9999999/9999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Fátuo em Ter 25 Dez 2012 - 16:53

Estava sem nada para fazer no acampamento, então lembrei-me de que ainda não havia treinado com minha espada de ouro celestial que ganhei por ser devoto de Hera. Me retirei de meu chalé com minha espada em mãos. O caminho até a área de treinamento foi tranquilo, e pude ver os outros campistas que estavam fazendo suas tarefas diárias, entrei na sala de treino e vi uma garota com uma foice de campo nas mãos. me aproximei e perguntei se ela queria ser minha parceira de treino. Ela se levantou e disse que sim.
- Já estava cansada daqueles bonecos idiotas - ela disse bufando.
Eu ri e me coloquei na posição de batalha, ela se colocou em sua posição também e disse:
- Tudo bem usarmos nossos poderes?
- Claro, afinal acho que estamos treinando para lutarmos contra monstros de verdade, e acho que essas criaturas não se pode vencer apenas com a espada.
Dito isso, partimos para o assalto e nos colocamos a guerrear com nossas armas, a foice da filha de Deméter era grande e ela se mostrava uma boa manejadora da arma. No meio da luta eu pude perceber que seu maior atributo era a agilidade, em um momento de distração, ela prendeu minha espada com a lamina de sua foice e deu um salto por cima das armas, libertou sua lamina e fez um pequeno corte na minha perna que estava exposta.
- Hummm, isso não é bom pra você - ela disse rindo.
- Veneno - eu disse, sentindo o fogo do veneno se espelhar pela minha perna.
Ela veio com uma velocidade enorme e estava pronta para fazer mais um corte com sua foice. Me esquivei de seu ataque, sentindo muitas dor pelo movimento, e decidi que já estava na hora de parar de brincar.
Corri na sua direção e tirei a lamina do seu alcance com um golpe de espada. Com a perna saudável, apliquei um chute forte na sua barriga que a jogou no chão.
- Batendo em uma mulher - ela disse meio que sorrindo.
- Em uma luta de verdade, o monstro não vai se importar se você é uma mulher, ele vai te matar do mesmo jeito.
Ela começou a gargalhar feito uma louca, e depois disse:
- Você é realmente interessante - disse ela, se levantando.
- É uma de minhas qualidades - eu disse sorrindo.
- Que tal uma pequena trégua ? - ela falou.
- Pra mim está ótimo, estamos ferrados mesmo.

E dessa vez tudo que se podia escutar era a risada de nós dois, ecoando pela sala de treinamento.
avatar
Fátuo
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 15
Data de inscrição : 23/12/2012
Idade : 20

Ficha do Meio Sangue
HP:
170/170  (170/170)
Energia:
170/170  (170/170)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Oliver J. Dolan em Ter 25 Dez 2012 - 17:35

O 2° Treinamento

Após o treinamento à algumas horas, então caminho agora numa noite linda, a lua estava tão linda que eu me impressionava com tal beleza, vejo que as filhas de Afrodite também olhava, não estavam tão impressionadas quanto eu, já que a beleza delas era muito maior assim como de sua mãe.
A noite era intensa, todos ali presentes estavam ao redor da fogueira, Quíron começa a contar histórias de guerras passadas, falou sobre a queda de seu pai, Cronos, na grande Titanomaquia, falou também sobre a Guerra de Troia, todos resentes prestavam atenção, só ouvíamos a voz de Quíron e algumas respirações fortes por conta da emoção, nós passamos uma hora inteira ouvindo, até que eu me levanto e saiu, todos me observavam atentamente até Quíron parou de falar e olhou para mim, acho que fui o primeiro a fazer isso, começo a caminhar e chego até a Floresta, lá eu aprendo golpes novos com a foice, agora eu manuseava ela perfeitamente, parecia que eu estava segurando uma pena, sinceramente, ser filho de Deméter é verdadeiramente uma honra, eu agradeço para a floresta após algumas horas treinando e então vou em direção ao Chalé, mais eu vejo a Arena um pouco distante e vejo que o sol já começou a nascer, prefiro então ir treinar mais na Arena, lá deve ter algo de interessante para ver e treinar.
Chegando próximo da Arena, eu vou em direção ao local de armas, pego lá cinco espadas e cinco escudos, coloco uma espada em cada boneco, deu no total cinco bonecos com espadas e escudos, aperto o botão e eles começam a se mexer como se fossem humanos reais, e as espadas só saem da mão deles quando se bate com uma força elevada, me armo com a minha foice e ataco um boneco, acerto a espada dele mais não acontece nada, com o escudo o boneco me acerta e me faz cair, não desisto e me levanto, depois eu giro e acerto o escudo com a foice, quebro na hora o escudo e depois eu finco a foice no chão e salto, com um giro acerto meu pé na cabeça do boneco que vai para longe, depois eu corro para o próximo boneco e com a foice nós trocamos alguns golpes, era incrível por que ele era um boneco, então eu consigo cortar o corpo dele, restando apenas três, então eu uso algo como impulso e salto, depois eu pego e uso Leaves Razor, as folhas cortam os braços de outro boneco, uso então o Explosive Seed I e destruo outra com um único golpe, pego o último boneco e com a foice eu corto as pernas de um boneco!
Depois de algum tempo, vejo então um Grifo, então corro até ele e tento acertar com a foice nele, mais foi inútil, ele com as garras bloqueia o ataque, depois, finco a lâmina da foice no chão e espero o Grifo vir para cima, depois eu puxo com tudo a foice e acerto o queixo do Grifo, a criatura pia de dor, então acerta com suas garras a minha costa, eu também dou um grito, depois eu e ele se machuca um ao outro, fazendo assim nós dois cansarmos, eu giro então e acerto a cabeça do Grifo, fazendo o monstro cair e ficar lá deitado.
avatar
Oliver J. Dolan
Campista novato
Campista novato

Mensagens : 5
Data de inscrição : 24/12/2012

Ficha do Meio Sangue
HP:
130/130  (130/130)
Energia:
130/130  (130/130)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Poseidon em Ter 25 Dez 2012 - 19:14

Fátuo 31 linhas, 3 leveis + 10xp
Oliver 34 linhas, 3 leveis + 40xp

att
avatar
Poseidon
Deuses Olimpianos
Deuses Olimpianos

Mensagens : 197
Data de inscrição : 25/01/2011
Idade : 20
Localização : Palácio de Poseidon

Ficha do Meio Sangue
HP:
999999999999/999999999999  (999999999999/999999999999)
Energia:
999999999999/999999999999  (999999999999/999999999999)
Arsenal:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Treinos de Espada e Escudo, etc

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum